Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8772
Title: Análise do escore de políticas municipais públicas no contexto da atenção integral à saúde
Authors: Ahiadzro, Nathália Cristina Laurindo de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Cavalini, Luciana Tricai
metadata.dc.contributor.members: Cavalini, Luciana Tricai
Issue Date: 2014
Citation: AHIADZRO, Nathália Cristina Laurindo de Oliveira. Análise do escore de políticas municipais públicas no contexto da atenção integral à saúde. 2014. 77 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.
Abstract: INTRODUÇÃO: As Políticas Públicas no nível local definem projetos para a melhoria da qualidade de vida de uma determinada população, baseadas em um panorama específico. Percebe-se a necessidade de oferecer uma estrutura adequada para pesquisadores e gestores trabalharem juntos e assim, obterem sucesso formulando e avaliando políticas baseadas em evidências. O Escore de Políticas Municipais Públicas (EPMP) foi criado com objetivo de verificar a associação das Políticas Públicas Municipais especificamente com os indicadores de Saúde Bucal. No contexto da integralidade das ações em saúde, evidencia-se a necessidade de gerar um EPMP que possa ser associado com os serviços de saúde de maneira geral. OBJETIVO: expandir o escopo de variáveis do EPMP para a atenção geral à saúde. MÉTODO: Para a expansão do EPMP para os indicadores de saúde geral, adotou-se a metodologia proposta por Celeste (2009) para o EPMP de saúde bucal, substituindo-se as variáveis específicas de Saúde Bucal por variáveis análogas de saúde geral. O EPMP original foi comparado ao expandido para todos os municípios no ano de 2000. Foi realizada a categorização dos municípios brasileiros de acordo com as variáveis do EPMP expandido em dez conglomerados. RESULTADOS: O EPMP expandido apresentou bons resultados quanto à adequação das variáveis e confiabilidade interna; entretanto, encontraram-se diferenças estatisticamente significativas, ao comparar, por meio do diagrama de Bland-Altman, o EPMP proposto e o original. DISCUSSÃO: A diferença entre o EPMP original e o expandido pode ser explicada pela realidade ainda desarticulada da saúde bucal no Sistema Único de Saúde (SUS) no ano de 2000, e também pelo aumento da variabilidade que as variáveis gerais dos serviços de saúde agregam ao construto. CONCLUSÕES: Este estudo evidencia o fato de que, para a área de avaliação de políticas de saúde em nível municipal, no contexto da integralidade da atenção à saúde, ainda se fazem necessários estudos amplos e de base nacional, para que cada vez mais as decisões tomadas pelos gestores de saúde sejam baseadas em evidências científicas
metadata.dc.description.abstractother: INTRODUCTION: Public Policies at the local level define projects to improve life quality of a population based on a specific scenario. It shows the need to provide an adequate framework for researchers and managers to work together and thus succeed in formulating and evaluating evidence based policies. The Municipal Public Policies Score (EPMP) was created in order to verify the association of Municipal Public Policies specifically with oral health indicators. In the context of integrated health care, it highlights the need to generate an EPMP that may be associated with health services in general. OBJECTIVE: To expand the scope of EPMP variables for a general attention in health care. METHOD: For the expansion of EPMP for general health indicators, was adopted the methodology proposed by Celeste (2009) for EPMP oral health, replacing the variables specific to oral health, to analogous variables for general health. The original EPMP was compared after expanded to all municipalities in 2000. Categorization into ten clusters was performed to the municipalities according to the variables of EPMP expanded. RESULTS: The expanded EPMP demonstrated good results to adequacy variables and to internal reliability, however, was found statistically significant differences by means of Bland-Altman diagram, when compared to the original and proposed EPMP. DISCUSSION: The difference between the original and the expanded EPMP can be explained by the disarticulated reality of oral health in the Unified Health System (SUS) in 2000, and in the increase of variability that the variables of general health services add to construct. CONCLUSIONS: This study highlights the fact that, for the area of evaluation of health policies at the municipal level, in the context of the entirety of health care, yet comprehensive studies are needed on national basis so that more decisions can be taken by the managers of health are based on scientific evidence
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8772
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nathália Cristina Laurindo de Oliveira Ahiadzro Dissertação.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.