Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8786
Title: Prevalência de sarcopenia de acordo com diferentes critérios de classificação da massa muscular apendicular em uma amostra de indivíduos inscritos no Programa Médico de Família em Niterói
Authors: Canto, Luciana
metadata.dc.contributor.advisor: Wahrlich, Vivian
metadata.dc.contributor.members: Wahrlich, Vivian
Waissmann, William
Anjos, Luiz Antonio dos
Issue Date: 2014
Citation: CANTO, Luciana. Prevalência de sarcopenia de acordo com diferentes critérios de classificação da massa muscular apendicular em uma amostra de indivíduos inscritos no Programa Médico de Família em Niterói. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.
Abstract: O envelhecimento está associado a mudanças corporais como redução da massa muscular esquelética e aumento da gordura corporal. Estas mudanças na composição corporal ao longo da vida têm importantes consequências funcional e metabólica para o idoso. A redução da massa muscular deu-se o nome de sarcopenia e diversos critérios têm sido adotados para fins de diagnóstico. O presente estudo teve como objetivo determinar a prevalência de sarcopenia de acordo com três critérios de diagnóstico em uma amostra de indivíduos inscritos no programa médico de família do município de Niterói, RJ. O estudo transversal foi conduzido em 190 homens e 325 mulheres com idade ≥ 45 anos. A composição corporal foi mensurada através da absorciometria de raio-X de dupla energia. Para identificar a sarcopenia foram utilizados os seguintes critérios: índice de massa muscular apendicular (IMMA) < 7,26 kg/m2 para homens e <5,45 kg/m2 (Critério de Baumgartner); IMMA < - 2 desvios-padrão da população de referência do NHANES (1999 – 2004) (Critério T-score); resíduos ≥ - 2,74 para mulheres e ≥ - 1,09 para homens (Critério dos Resíduos), obtidos a partir da massa muscular apendicular (MMA) ajustada para massa gorda e estatura. A prevalência da sarcopenia pelo critério de Baumgartner nas mulheres com idade menor que 59 anos foi de 4,2%, entre 60 – 69 anos foi de 9,3% e com mais de 70 anos 10,2% e nos homens foi de 14,9% 22,9% e 36,6%, respectivamente. Pelo critério T – Score nas mulheres com idade de menos de 59 anos foi de 0%, de 60 – 69 anos foi de 1,2% e com mais de 70 anos 0% e nos homens foi de 2,0% 0% e 4,9%, respectivamente. No critério dos resíduos nas mulheres com idade de menos de 59 anos foi de 20,0%, de 60 – 69 anos foi de 18,6% e com mais de 70 anos 24,5% e nos homens foi de 17,8%, 20,8% e 24,4%, respectivamente. Pode-se concluir que a prevalência da sarcopenia varia de acordo com o critério de diagnóstico utilizado o que pode afetar as estimativas dessa condição na população estudada
metadata.dc.description.abstractother: Aging is associated with changes in body composition such as the reduction of skeletal muscle mass and increased body fat mass. These changes in body composition occur throughout life and have important functional and metabolic consequences for the elderly. The decline in muscle mass was given the name sarcopenia and several diagnostic criteria have been used for the identification of sarcopenia. The present study aimed to determine the prevalence of sarcopenia according to three different criteria for diagnosis in a sample of individuals enrolled in the Medical Family Program of Niterói, RJ. Cross-sectional study was conducted in 190 men and 325 women aged 45 to 91 years old. Body composition was measured by dual energy x-ray absorptiometry. The prevalence of sarcopenia was investigated using the following criteria: appendicular muscle mass index (AMMI) < 7,26 kg/m2 for men and <5,45 kg/m2 for women (Baumgartner Criterion); AMMI< - 2 SD of NHANES 1999 – 2004 reference values (T-score Criterion); residual values ≥ –2,74 for women ≥ -1,09 for men (Residual Criterion). The prevalence of sarcopenia for the Baumgartner Criterion was 4.2% in women aged less than 59 years, 9.3% in women between 60 to 69 years of age, 10.2% in women aged 70 or more years. In men the prevalence was 14.9%, 22.9% and 36.6%, respectively. For the T – Score Criterion was 0% in women aged less than 59 years, was 1.2% in women between 60 to 69 years of age and 0% in women aged 70 or more years. In men was 2.0% and 0% 4.9%, respectively. For the residual criterion the prevalence in was 20.0%, 18.6%, 24.5% for each age groups and in men was 17.8%, 20.8% and 24.4%, respectively. It can be concluded that the prevalence of sarcopenia varies in accordance with the diagnostic criteria used which can lead to erroneous interpretation.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8786
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - 81.pdf893.58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.