Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8803
Title: Atuação do enfermeiro na equipe de saúde durante parada cardiorrespiratória em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica: proposta de protocolo
Other Titles: Nurses' performance in the health team during cardiorespiratory arrest in a Pediatric Intensive Care Unit: protocol proposal
Authors: Taveira, Rodrigo Pereira Costa
metadata.dc.contributor.advisor: Espírito Santo, Fátima Helena do
metadata.dc.contributor.members: Silva, Carlos Magno Carvalho da
Paiva, Eny Dorea
Issue Date: 2018
Citation: Taveira, Rodrigo Pereira Costa. Atuação do enfermeiro na equipe de saúde durante parada cardiorrespiratória em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica: proposta de protocolo. 2018. 136 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018
Abstract: Dentre as diversas situações que podem ocorrer na unidade de terapia intensiva (UTI) e em outros ambientes hospitalares, indiscutivelmente nenhuma supera a prioridade de atendimento a parada cardiorrespiratória (PCR) e ações bem organizadas e planejadas diminuem as sequelas e influenciam nos resultados do atendimento. Os treinamentos também são importantes para identificação prévia da parada cardiorrespiratória. Segundo a American Heart Association, parada cardiorrespiratória (PCR) se define como irresponsividade (inconsciência), ausência de respiração (apnéia) ou presença de respiração agônica (gasping) e ausência de pulso central. Lembrando que o pulso só deve ser checado por profissional de saúde. Importante destacar que não devemos apenas saber abordar o paciente com PCR, mas também saber quando não iniciar as manobras de RCP. As UTIs Pediátricas em especial, são mais complexas do que as UTIs adultas, pois além de lidar com crianças extremamente graves com diferentes patologias, o profissional também tem que acolher e cuidar dos pais, sem deixar que os sentimentos despertados enrijeçam comportamentos tecnicistas dos profissionais, para evitar seu distanciamento do paciente. Embora a PCR seja evento passível de ocorrer em qualquer ambiente, de saúde ou não, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está entre os locais em que há maior ocorrência, pois essas unidades assistem pacientes gravemente enfermos e com instabilidade hemodinâmica. O presente estudo tem como objeto a atuação do enfermeiro na equipe de saúde durante PCR na UTI pediátrica e como questão norteadora: Como se caracteriza a atuação do enfermeiro na equipe de saúde durante PCR na UTI pediátrica? O estudo tem como objetivos: Elaborar um protocolo de atendimento assistencial para atuação da equipe de enfermgaem no manejo da PCR na UTI pediátrica; Caracterizar a produção científica sobre atuação do enfermeiro na PCR em UTI pediátrica e Discutir a atuação do enfermeiro na equipe de saúde durante PCR na UTI pediátrica. Trata-se de um estudo descritivo exploratório realizado em duas etapas: Revisão integrativa da literatura realizada entre março e maio de 2017, onde se buscou identificar evidências científicas sobre a atuação do enfermeiro na PCR em UTI pediátrica e Elaboração do protocolo de atendimento assistencial para atuação da equipe de enfermagem no manejo da PCR em UTI pediátrica. Os resultados indicaram que muitos são os fatores que influenciam no atendimento a vítima de PCR, porém manter atualizado o conhecimento técnico científico com relação a esse tema parece ser o principal fator para realizar um atendimento de rápido e sistematizado com a maior qualidade possível, como é preconizado pelas diretrizes da American Heart Association (AHA). Nesse contexto o enfermeiro é elemento importante devido à flexibilidade na sua atuação, seja ela gerencial ou assistencial, enquanto líder da equipe. O nível de conhecimento do enfermeiro e dos profissionais que atuam na PCR vai influenciar na sobrevida do paciente que é atendido. Entretanto, não foram encontrados estudos específicos sobre a atuação do enfermeiro e da equipe de enfermagem durante a PCR. Os estudos selecionados abordam principalmente aspectos relacionados ao treinamento e níveis de conhecimento desses profissionais sobre PCR e RCP e ferramentas tecnológicas, o que aponta lacunas do conhecimento para outras investigações. Assim, conclui-se o estudo com uma proposta de fluxograma que visa favorecer a sistematização do atendimento pelos profissionais durante PCR na UTI pediátrica
metadata.dc.description.abstractother: Among the several situations that can occur in an Intensive Care Unit (ITU) and in other hospital environments, indisputably none of them is a most importante priority as a medical care than the cardiorespiratory arrest (CRA). Consequently, well organized and planned actions can dicrease the numbers of sequelaes and can also influence in the results of the medical care. The training programns are also very importante for the previous identification of the cardiorespiratory arrest (CRA). According to the American Heart Association, the cardiorespiratory arrest (CRA) is defined as unresponsive (unconsciousness), lack of breathing (apnea) or the presence of agonal breathing (gasping respiration) and the lack of central pulses. Reminding that the pulse should only be checked by professionals of the health care area. Furthermore, it is importante to highlight that we should not only know how to approach the patient with CRA, but also know when not to procede with CRA maneuvers. The pediatric ICUs in special, are more complex than the adult ones, for in addition to dealing with extremely severe cases of children with different pathologies, the professional has also to accept and give support to the parents, without letting the affection of this relationship to tighten the technical behaviour of the professionals, avoiding creating a distance towards the patient. Although, the CRA is an amenable event in any environment, health care or not, the Intensive Care Unit (ICU) is among the places where it mostly occurs, once these units assist pacients extremely ill and with hemodynamic instability. The presente study has as his own object of reseach, the practice of the nurse in the health staff during a CRA in a pediatric ICU and as a main question: How is described the practice of the nurse in a medical staff, during a CRA, in a pediatric ICU? This study aims to: Develop a heath care protocol for the practice of the nursing staff in the handling of the CRA in a pediatric ICU; Define the scientific production among the practice of the nurse during CRA in pediatric ICU and Discuss the practice of the nurse in the health care staff during CRA in a pediatric ICU. This is an exploratory descriptive study conducted in two stages: Integrative literature review of what was published between march and may of 2017, when was researched scietific evidences about the practice of the nurse during CRA in a pediatric ICU and in the development of a health care protocol for the practice of the nursing staff in the handling of the CRA in a pediatric ICU. The results indicate that many are the factors which have influence in the assistance of the victim of a CRA, but it appears to be crucial to have a fast, systematized and quality assistance of the victim of CRA, it is also important the continuous research about this theme and to maintan updated the scientific technical knowledge about it, as it it proposed by the American Heart Association (AHA). In this context the nurses are a key element due to their flexibility on the actions, being them managerial or of assistance, as a lider of a staff. The level of knowledge of a nurse and of the professionals that work with CRA will influence the survival time of the patient who is assisted. On the other hand, it was not found specific studies about the pratice of the nurse and the nursing staff, during a CRA. The selected studies mainly approach the aspects related about training and levels of knowledge of theses professional related to CRA in a pediatric ICU. Therefore, the study is concluded with a proposal of a flowchart which aims to benefit the systematisation of the assistance provided by the professionals during CRA in a pediatric ICU
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8803
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rodrigo Pereira Costa Taveira.pdf2.1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons