Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8810
Title: Comparação entre diferentes analisadores de impedância bioelétrica, antropometria e absorptiometria de raio-x de duplo feixe para obtenção de composição corporal em adultos residentes no Estado do Rio de Janeiro
Authors: Macedo, Mariana Louzada
metadata.dc.contributor.advisor: Wahrlich, Vivian
metadata.dc.contributor.members: Wahrlich, Vivian
Issue Date: 2014
Citation: MACEDO, Mariana Louzada. Comparação entre diferentes analisadores de impedância bioelétrica, antropometria e absorptiometria de raio-x de duplo feixe para obtenção de composição corporal em adultos residentes no Estado do Rio de Janeiro. 2014. 73 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.
Abstract: A impedância bioelétrica (IB) é um método promissor para a avaliação dos componentes corporais por ser seguro e utilizar equipamentos de fácil manuseio, podendo ser usada tanto na prática clínica quanto em estudos epidemiológicos. Porém, se faz necessária a avaliação do desempenho destes analisadores para diferentes grupos populacionais, já que os mesmos utilizam equações de predição que foram desenvolvidas para grupos específicos. O objetivo do presente estudo foi comparar a composição corporal obtida por quatro analisadores de IB (Tanita TBF-305, Tanita BC-418, Omron BF-300 e Omron BF-500) e a fórmula antropométrica de Durnin & Womersley, 1974 (ANTRO), com a absorptiometria de raio-X de duplo feixe (DXA) em adultos residentes no estado do Rio de Janeiro. As avaliações ocorreram no Laboratório de Avaliação Nutricional e Funcional da Universidade Federal Fluminense (LANUFF). Uma análise descritiva foi utilizada para as variáveis contínuas. Foram utilizados gráficos de Bland & Altman (1986) para avaliar a concordância entre os métodos, juntamente com as informações de coeficiente de correlação (r). Usou-se o teste t pareado para comparar os valores médios de percentual de gordura corporal (%GC), massa livre de gordura (MLG) e massa de gordura (MG) obtidos pelos equipamentos de IB, ANTRO e DXA, bem como o erro padrão da estimativa (EPE) para avaliar o desempenho dos métodos testados. Em mulheres (n=36) não houve diferença estatística para MG e MLG pela antropometria e o Omron BF-500, cujos EPE variaram de excelente a ideal em relação à DXA (1,53 kg e 1,93 kg, respectivamente), apresentando os menores vieses e limites de concordância para todos os parâmetros. Nos homens, apenas Omron BF-500 apresentou resultados satisfatórios para todos os parâmetros. O presente estudo sugere o uso cauteloso de analisadores de IB devido à grande variedade de resultados entre eles, sendo necessária a validação destes equipamentos em diferentes populações
metadata.dc.description.abstractother: The bioelectrical impedance analysis (BIA) it is a promising method for assessing body components because it safety and easy handling and can be used both in clinical practice and epidemiological studies. However, it is necessary to evaluate the performance of these analyzers to different population groups, since they use equations that were developed for specific groups. The aim of the present study was to compare the body composition values obtained by four BIA analyzers (Tanita TBF-305, Tanita BC-418, Omron BF-300 and Omron BF-500) and the anthropometric formula of Durnin & Womersley, 1974 (ANTRO) with the Dual-Energy X-Ray Absorptiometry (DXA) in adults living in Rio de Janeiro. Assessments were made at the Laboratório de Avaliação Nutricional e Funcional da Universidade Federal Fluminense (LANUFF). A descriptive analysis was used for the continuous variables. Bland & Altman plots (1986) were used to assess agreement between methods, along with the information of the correlation coefficient (r). The paired t test were used to compare the mean values of percentage body fat (%BF), fat free mass (FFM) and fat mass (FM) obtained by BIA, ANTRO and DXA, as well as the error of estimate (SEE) to evaluate the performance of the tested methods. In women (n = 36) there was no statistical difference for FM and FFM by anthropometry and Omron BF-500, whose EPE ranged from excellent to ideal in relation to DXA (1.53 kg and 1.93 kg, respectively), besides with smaller biases and limits agreement for all parameters. In men, only Omron BF-500 showed satisfactory results for all parameters. The present study suggests cautious in the use of BIA analyzers due to the wide variety of results between them, being necessary the validation of these devices in different populations.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8810
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIANA LOUZADA MACEDO DISSERTAÇÃO.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons