Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8927
Title: Problematização dos fatores que interferem na linha do cuidado junto ao usuário com patologia oncológica: uma proposta de intervenção em rede, a busca por uma ética a favor da vida ativa
Authors: Muniz, Maria de Fátima Lima
metadata.dc.contributor.advisor: Franco, Túlio Batista
metadata.dc.contributor.advisorco: Ramos, Valéria do Carmo
metadata.dc.contributor.members: Franco, Túlio Batista
Ramos, Valéria do Carmo
Gomes, Maria Paula Cerqueira
Santiago, Maximus Taveira
Issue Date: 2013
Citation: MUNIZ, Maria de Fátima Lima. Problematização dos fatores que interferem na linha do cuidado junto ao usuário com patologia oncológica: uma proposta de intervenção em rede, a busca por uma ética a favor da vida ativa. 2013. 130 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2013.
Abstract: presente dissertação de mestrado implica-se à discussão de um problema, que emerge do próprio cotidiano das práticas de saúde, especificamente, aquele deflagrado no ambulatório de oncologia do UNACON-HUAP/UFF. Esse problema se traduz pela interrogação: Quais seriam e como funcionariam os determinantes produtores dos hiatos que dificultam ou emperram a linha do cuidado posterior e subsequente ao usuário oncológico daquele serviço? E como compreendê-los? É construído a partir de questões inerentes ao serviço, que, uma vez recortadas, funciona aqui como um dispositivo, interessado em conhecer, um pouco mais e melhor, o modo de produção dessa realidade cotidiana, de maneira a compreender, efetivamente, qual o sentido, em extensão e qualidade, do cuidado prestado. Realiza-se, dessa forma, uma análise que se processa a partir de quatro aberturas. A primeira constitui-se em dar visibilidade à atual fase do capitalismo em sua expressão biopolítica e seus efeitos nas práticas de saúde, abordando, em especial, a questão do controle que é efetivado no corpo e na vida. Para, em seguida, mostrar a trepidante tensão entre as dimensões macro e micro políticas que inscrevem as práticas do cuidado em saúde e seus efeitos nos processos de subjetivação de usuários, profissionais e gestores, indicando o desenvolvimento de processos de individuação, implicados à liberdade ou à servidão. A seguinte demonstra o cuidado em saúde para além de uma perspectiva extensiva ou orgânica. Incluindo diferentes concepções de corpo gestadas ao longo dos tempos, determinando na contemporaneidade outras referências, implicadas com os processos intensivos, afirmando a vida enquanto potência vital. A terceira exprime a produção de uma cartografia dos diferentes sentidos dos discursos de usuários, profissionais e gestores envolvidos na produção do cuidado em questão, configurando, de modo efetivo, a própria pesquisa. A ideia é buscar responder aos problemas que animam essa dissertação de mestrado, a partir do entrelaçamento de três perspectivas: a dos usuários, profissionais e gestores daquele ambulatório. Na última, o interesse é perspectivar o “dispositivo rede” como um operador de realidade nas práticas de saúde: problematizar os seus efeitos na linha de cuidado a usuários com patologias oncológicas atendidos naquele ambulatório, tomando como horizonte ético a afirmação da vida ativa e livre
metadata.dc.description.abstractother: This present work involves the discussion of a problem that arises from the daily health care practices, more specifically, the one that emerges from the UNACON-HUAP/UFF ambulatory of oncology. This problem is related to the following questions: What are the determinants which produce the gaps that hinder or interfere in the line of health care right after and also subsequently to such oncologic service? How do they work? How can we understand them? It is built up from issues related to the service, which, once unraveled, works here as a device, interested in learning thoroughly about the way in which this everyday reality occurs, in order to understand the sense, extent and quality of the user care service provided. Thus, an analysis carried out from four points of view is made. The first one consists of giving visibility to the current phase of capitalism in its bio political expression and its effects on health practices, especially addressing to the control that is established in body and life. Then, it shows the restless tension between macro and micro policies, which include the health care practice and its effects on the subjective processes of users, professionals and managers, indicating the development of the individuation processes, implied either to freedom or to servitude. The second one demonstrates the health care beyond an either extensive or organic perspective, including the different conceptions of body generated over the times, determining other references to the present times, involved with intensive processes, affirming life while vital power. The third point of view expresses the production of a cartography of the different meanings in the speeches of users, professionals and managers involved in the production of the health care in question, configuring, effectively, the search itself. The main idea is to get to answer to the problems that are considered in this work, based on the survey which was made out from three different perspectives: the ones of the users, the professionals and the managers of the aforementioned ambulatory. Finally, the concern is to foresee the “network device” as an operator of reality in health practices, discussing their effects on the line of health care to users with oncologic diseases treated at the ambulatory, taking as an ethical horizon, the affirmation of an active and free life
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8927
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA DE FATIMA LIMA MUNIZ DISSERTAÇAO.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons