Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8955
Title: A violência no território da unidade de saúde da família, a formação e a prática de profissionais: uma abordagem socioclínica institucional
Other Titles: Violence in the territory of the family health unit, training and practice of professionals: an institutional socioclinical approach
Authors: Santos, Raphael Sampaio dos
metadata.dc.contributor.advisor: Mourão, Lucia Cardoso
metadata.dc.contributor.advisorco: Almeida, Ana Clementina Vieira de
metadata.dc.contributor.members: L'Abbate, Solange
Daher, Donizete Vago
Issue Date: 2018
Citation: Santos, Raphael Sampaio dos. A violência no território da unidade de saúde da família, a formação e a prática de profissionais: uma abordagem socioclínica institucional. 2018. 119 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018
Abstract: Esta dissertação de mestrado, desenvolvida em uma Clínica da Família na Zona Oeste do Rio de Janeiro, tem como objetivo geral analisar as práticas dos profissionais de saúde da Estratégia Saúde da Família (ESF) afetados pelo conflito armado, considerando o seu processo formativo inicial e suas responsabilidades com o cuidado e a formação em saúde. Busca, ainda, com seus objetivos específicos: descrever o processo de trabalho dos profissionais de saúde em uma unidade de Equipe de Saúde da Família localizada em área de conflito armado, considerando as suas funções de técnico e formador em saúde; identificar os conteúdos sobre a violência urbana abordados na formação inicial dos profissionais da ESF; e identificar o efeito da ferramenta Acesso Mais Seguro no processo de trabalho dos profissionais que atuam em territórios violentos. Estudo com abordagem qualitativa, utilizando como referencial teórico metodológico a análise institucional em sua vertente socioclínica institucional que tem Gilles Monceau como autor referência. Participaram da pesquisa médicos, dentistas e enfermeiros que atuavam na unidade cenário do estudo. O projeto obedeceu às Diretrizes e Normas da Resolução CNS nº466/2012, sendo submetido à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Antônio Pedro da Universidade Federal Fluminense, instituição proponente, e foi aprovado sob o nº CAAE 66950617.5.0000.5243. Seguiu também as normas da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, instituição co-participante, e foi aprovado sob nº CAAE 66950617.5.3001.5279. Foram utilizados como dispositivos de coleta de dados o diário do pesquisador e dois encontros nos moldes da socioclínica institucional. Os dados dos encontros foram gravados e depois transcritos. Os resultados foram apresentados e discutidos, tomando como referência as características da socioclínica institucional e os conceitos da Análise Institucional, e revelaram que a violência em sua manifestação do conflito armado é um potente analisador, que, por sua vez, desnuda questões institucionais como a falta de apoio da gestão central em algumas ocasiões, as lacunas na formação, a falta de preparo psicológico, a subtração de direitos de pacientes no SUS e um movimento de coesão no processo de trabalho como forma de enfrentamento diário da violência urbana. Considera que a formação desses profissionais vai além dos espaços da Academia e que se torna urgente colocar em debates nos centros formadores e na sociedade essa problemática. Destaca, ainda, que a análise institucional é um motor capaz de startar um coletivo a criar sua identidade como grupo para perceber, entender e enfrentar suas fragilidades e transformar o contexto a partir de sua própria transformação. Entende a importância do Acesso Mais Seguro nesse cenário, o que levou o grupo a pensar em aprimorar essa estratégia, culminando em uma proposta de produto para este estudo
metadata.dc.description.abstractother: This is a master dissertation developed at a Family Clinic in the west zone of Rio de Janeiro, with the general objective of analyzing the practices of health professionals in the Family Health Strategy (ESF) affected by the armed conflict considering their initial training process and their responsibility for health care and training. It also seeks specific objectives: to describe the work process of health professionals in a Family Health Team unit located in an area of armed conflict considering their role as health technician and trainer, to identify the contents about urban violence addressed in the initial training of ESF professionals and to identify the effect of the most secure access tool in the work process of professionals working in violent territories. It is a study with a qualitative approach, using as a theoretical and methodological reference the institutional analysis in its institutional socioclinical aspect, whose reference author is Gilles Monceau. Participated in the research doctors, dentists and nurses who worked in the study scenario units. The project obeying the Guidelines and Norms of CNS Resolution 466/2012, and was submitted to the Research Ethics Committee of the Antônio Pedro University Hospital, Fluminense Federal University, as the proposing institution, and approved under CAAE nº. 66950617.5.0000.5243 and Municipal Health Secretary of Rio de Janeiro, as co-participant institution, approved under CAAE nº. 66950617.5.3001.5279. The researcher's diary and two meetings in the mold of the institutional socioclinica were used as data collection devices. The data of the meetings were recorded, and then transcribed. The results were presented and discussed taking as reference the eight characteristics of the institutional socioclinica and also the concepts of Institutional Analysis; still revealed that violence in its manifestation of armed conflict is a potent analyzer, which in turn bare institutional issues such as lack of support from central management on some occasions, gaps in training, lack of psychological preparation, subtraction of rights of patients in the SUS, and a movement of cohesion in the work process as a form of daily confrontation of violence/armed conflict. It considers that the training of these professionals goes beyond the spaces of the academy and that it become surgent to put debates on training centers and society on this issue. It emphasizes that institutional analysis is an engine capable of starting a collective to create its identity as a group to perceive, understand, and face its fragilities and transform the context from its own transformation. It understands the importance of safer access in this scenario, which led the group to think about improving this strategy, culminating in a product proposal for this study
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8955
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Raphael Sampaio dos Santos.pdf2.05 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons