Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8962
Title: Modelagem multinível dos conceitos da classificação internacional para a prática de enfermagem associados ao estado funcional do idoso
Authors: Nogueira, Joyce Rocha de Matos
metadata.dc.contributor.advisor: Cavalini, Luciana Tricai
metadata.dc.contributor.members: Cavalini, Luciana Tricai
Issue Date: 2013
Citation: NOGUEIRA, Joyce Rcha de Matos. Modelagem multinível dos conceitos da classificação internacional para a prática de enfermagem associados ao estado funcional do idoso. 2013. 143 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2013.
Abstract: INTRODUÇÃO. A aplicação de recursos informatizados se traduz em vantagens e melhorias para o desempenho da prática de enfermagem, promovendo a padronização dos parâmetros de atendimento, o que facilita a coleta processamento e recuperação de dados, reduzindo custos e tempo no sistema de saúde. Assim, padrões de informática em saúde, tais como as terminologias, tem o potencial de transformar a assistência de enfermagem, tornando-a mais organizada e adequada às necessidades de cada ambiente de saúde. No entanto, sistemas de informação em saúde com base em arquitetura de software convencional não são semanticamente interoperáveis e têm altos custos de manutenção. Tais obstáculos podem ser removidos com a adoção da abordagem denominada modelagem multinível, sendo que uma de suas implementações são as especificações openEHR. OBJETIVO. Apresentar um caso de uso da conversão de uma terminologia de enfermagem para o modelo openEHR. MÉTODO. Os termos do Catálogo Nursing Outcomes Indicators da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem foram mapeados para arquétipos openEHR disponíveis no Clinical Knowledge Manager, o repositório global de arquétipos openEHR. Quatro conceitos do Catálogo foram cobertos por arquétipos openEHR: Estado Funcional, Continência Urinária, Dor e Úlceras de Pressão, e cinco não o foram: Fadiga, Dispneia, Náuseas, Quedas e Condições de Alta. Os conceitos de Continência Urinária, Dor e Úlceras de Pressão não puderam ser completamente mapeados, pois seus modelos de dados foram conceitual e estruturalmente diferentes dos arquétipos openEHR mais próximos. O conceito de Estado Funcional permitiu o uso direto do arquétipo “Barthel Index” para uma parte de seus termos, mas será requerido o uso de um template. A partir disso, procedeu-se à modelagem dos conceitos do Estado Funcional do Catálogo Nursing Outcomes Indicators pela descrição dos termos que compõem este subconjunto da terminologia em questão. A seguir, foi feita a análise da modelagem do conceito de Estado Funcional no arquétipo “Barthel Index”, a partir de uma descrição minuciosa de toda a sua estrutura, incluindo cabeçalho, definição e ontologia. O mapeamento dos termos do Catálogo Nursing Outcomes Indicators para os ELEMENT do arquétipo “Barthel Index” evidenciou a necessidade de se elaborar um arquétipo específico para os termos do conceito de Atividades Instrumentais da Vida Diária do Catálogo, pois estes não encontraram correspondência com os ELEMENTs do arquétipo obtido no CKM. DISCUSSÃO. O mapeamento resultante apresentou uma complexidade significativa e a implementação em sistemas de informação em saúde reais dos modelos de dados resultantes seria de difícil operacionalização. O mapeamento semântico utilizando o modelo openEHR demonstrou que este foi suficiente para representar a semântica dos conceitos do Catálogo Nursing Outcomes Indicators referentes ao Estado Funcional do Idoso, embora problemas quanto a diferenças na granularidade de documentação entre o banco de dados utilizado e os arquétipos existentes tenham sido encontrados durante o processo. CONCLUSÕES. O presente estudo demonstrou a viabilidade de mapeamento entre terminologias de enfermagem e os modelos de dados das especificações openEHR, o que enfatiza a importância da adoção da modelagem multinível para a aquisição de interoperabilidade semântica entre sistemas de informação em saúde
metadata.dc.description.abstractother: INTRODUCTION. The application of computerized resources brings advantages and improvements to the performance of nursing practice, promoting the standardization of service parameters, which facilitates the collection, processing recovery of data, reducing time and costs in the healthcare system. Thus, health informatics standards, such as terminologies, has the potential to transform nursing care, making it more organized and suited to the needs of each healthcare setting. However, healthcare information systems based on conventional software architecture are not semantically interoperable and have high maintenance costs. Such obstacles can be removed by adopting the approach called multilevel modeling, being one of its implementations the openEHR specifications. OBJECTIVE.To present a use case of the conversion of a nursing terminology for the openEHR model. METHOD. The terms of Nursing Outcomes Indicators Catalog of the International Classification for Nursing Practice were mapped to openEHR archetypes available on the Clinical Knowledge Manager, the global repository of openEHR archetypes. Four concepts from the Catalogue were covered by the openEHR archetypes: Functional Status, Urinary Continence, Pain and Pressure Ulcers, and five were not: Fatigue, Dyspnea, Nausea, Falls and Readiness for Discharge. The concepts of Urinary Continence, Pain and Pressure Ulcers could not be completely mapped, since their data models were conceptually and structurally different from the closest openEHR archetypes. The concept of Functional Status allowed the direct use of the archetype "Barthel Index" for part of its terms, but the use of a template will be needed. From there, we proceeded to model the concepts of Functional Status from the Nursing Outcomes Indicators Catalog by the description of the terms that comprise this subset of this specific terminology. The following analysis was made for modeling the concept of Functional Status in the “Barthel Index” archetype, by a detailed description of the whole structure, including header, definition and ontology. The mapping of the terms of the Nursing Outcomes Indicators Catalog to each ELEMENT of the “Barthel Index” archetype showed the need to develop a specific archetype for the terms of the concept of Instrumental Activities of Daily Living, because they found no correspondence with the ELEMENTS of the archetype obtained on the CKM. DISCUSSION. The resulting mapping showed significant complexity and the implementation in information systems in real healthcare data models would be significantly difficult to operate. The semantic mapping using the openEHR model showed that this was sufficient to represent the semantics of the concepts of the Nursing Outcomes Indicators Catalog for the Functional Status of the elderly, although problems such as the differences in the granularity of documentation between the database and the existing archetypes have been found during the process. CONCLUSIONS. The present study demonstrated the feasibility of mapping between nursing terminologies and data models through the openEHR specifications, which emphasizes the importance of adopting multilevel modeling for the acquisition of semantic interoperability between healthcare information systems
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8962
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOYCE ROCHA DE MATOS NOGUEIRA DISSERTAÇÃO.pdf2.67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons