Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9101
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAndrade, Marilda-
dc.contributor.authorKroth, Neusa Baron-
dc.date.accessioned2019-04-04T18:12:50Z-
dc.date.available2019-04-04T18:12:50Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationKroth, Neusa Baron. A prevalência de positividade nos testes sorológicos de doadores de sangue do Banco de Sangue do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) no período de 2008 a 2010. 2011. 62f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) – Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttps://app.uff.br/riuff/handle/1/9101-
dc.description.abstractNos estudos de prevalência, as pessoas em uma população são examinadas para que se verifique a presença da condição de interesse. Alguns membros da população apresentam a condição de interesse naquele ponto do tempo, enquanto outros não. A fração ou proporção da população que apresenta a condição (isso é, os casos) constitui a prevalência da doença. A transfusão sangüínea é um processo que mesmo realizado dentro das normas técnicas preconizadas, envolve risco sanitário com ocorrência potencial de incidentes transfusionais. Dentre estes, destacam-se aqueles relacionados às doenças infecciosas e parasitárias. Portanto, em todas as doações de sangue são realizados testes sorológicos com o objetivo de identificar doenças infecciosas transmitidas pelo sangue. Durante a doação são colhidas amostras que devem ser enviadas para um laboratório específico para tal fim. Os testes sorológicos devem ser de alta sensibilidade a fim de minimizar a possibilidade de resultados falso-negativos. Os hemocomponentes não poderão ser liberados para transfusão antes da obtenção de resultados finais não-reagentes. Os testes sorológicos obrigatórios que são realizados na amostra do doador para detecção de infecções/doenças são: Doença de Chagas, Sífilis, Hepatite B, Hepatite C, HIV-1/2, HTLV-I/II. Esta pesquisa teve por objetivo realizar um levantamento da prevalência de todos os testes sorológicos positivos encontrados nos doadores de sangue do Hemocentro HEMONIT do município de Niterói – RJ no período de 2008 a 2010. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e com uma abordagem quantitativa. Do total de 12.124 doações realizadas entre janeiro de 2008 a dezembro de 2010, 572 (4.71%) amostras apresentaram sorologia positiva para algum teste sorológico. Destes 572 (4.71%) doadores que tiveram testes sorológicos reagentes na 1ª amostra, retornaram ao banco de sangue para coleta da 2ª amostra apenas 305 doadores. Das 305 amostras de sangue colhidas para a segunda análise sorológica, 169 (1,40%) apresentaram sorologia positiva para algum teste sorológico. O restante das amostras 136 (1,12%) tiveram resultado não-reagente. Os resultados obtidos neste trabalho indicam uma baixa prevalência de positividade nesta população. A fim, de garantir maior segurança transfusional e de diminuir resultados falso-negativos, devido a janela imunológica, cabe ao enfermeiro responsável pela triagem, informar amplamente ao candidato sobre a responsabilidade, honestidade e seriedade que este deve ter durante todo o processo, em especial na triagem pré-doação, para evitar a ocorrência de transfusões de sangue contaminadas nos futuros receptores. A partir da reflexão deste trabalho, foi possível levantar aspectos importantes da assistência de enfermagem ao doador de sangue. A segurança do ato transfusional começa neste momento, a partir da triagem clínica dos doadores. O enfermeiro tem um papel fundamental no início do ciclo do sangue, uma vez que os testes sorológicos não detectam os anticorpos durante a janela imunológica.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Fabiana Gonçalves Pinto (benf@ndc.uff.br) on 2019-04-04T18:12:50Z No. of bitstreams: 1 Tcc Neusa Baron Kroth.pdf: 833438 bytes, checksum: 6db1027b61f9ab2366524c1ab2a90190 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2019-04-04T18:12:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tcc Neusa Baron Kroth.pdf: 833438 bytes, checksum: 6db1027b61f9ab2366524c1ab2a90190 (MD5) Previous issue date: 2011en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.rightsOpen Accesspt_BR
dc.titleA prevalência de positividade nos testes sorológicos de doadores de sangue do Banco de Sangue do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) no período de 2008 a 2010pt_BR
dc.typemonografia de conclusão de cursopt_BR
dc.subject.keywordEnfermagempt_BR
dc.subject.keywordDoadores de Sanguept_BR
dc.subject.keywordPrevalênciapt_BR
dc.subject.keywordTestes Sorológicospt_BR
dc.contributor.membersAndrade, Marilda-
dc.contributor.membersMarques, Dalvani-
dc.contributor.membersCouto, Ingrid Ramos Reis-
dc.contributor.membersCorrea, Daniel del Campo-
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR
dc.creator.affilliationUniversidade Federal Fluminense. Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Niterói, RJpt_BR
dc.subject.descriptorEnfermagempt_BR
dc.subject.descriptorDoadores de Sanguept_BR
dc.subject.descriptorPrevalênciapt_BR
dc.subject.descriptorTestes Sorológicospt_BR
dc.subject.keywordotherNursingpt_BR
dc.subject.keywordotherBlood Donorspt_BR
dc.subject.keywordotherPrevalencept_BR
dc.subject.keywordotherSerological testspt_BR
dc.description.abstractotherIn prevalence studies, people in a population are examined to verify that the presence of the condition of interest. Some members of the population have the condition of interest at that point in time, while others do not. The fraction or proportion of the population has the condition (that is, cases) is the prevalence of the disease. Blood transfusion is a process that actually carried out within the proposed technical standards, health risk involved with potential occurrence of transfusion incidents. Among these, we highlight those related to infectious and parasitic diseases. Therefore, in all blood donations are performed with serological tests to identify blood-borne infectious diseases. During the donation samples are collected to be sent to a laboratory specifically for this purpose. Serologic testing should be of high sensitivity to minimize the possibility of false-negative results. The blood products can not be released for transfusion prior to obtaining final results of non-reactive. Serological tests that are performed in the required samples from blood donors to detect diseases / infections are: Chagas Disease, Syphilis, Hepatitis B, Hepatitis C, HIV-1 / 2, HTLV-I/II. This study aimed to survey the prevalence of positive serological tests all found in blood donors of the Blood Center HEMONIT the city of Niterói - RJ in the period 2008 to 2010. It is a cross-sectional, descriptive and a quantitative approach. Of the total of 12,124 donations made between January 2008 and December 2010, 572 (4.71%) samples tested positive for a serological test. Of these 572 (4.71%) donors who had serological reagents in a second sample, returned to the blood bank to collect the 2nd sample only 305 donors. Of the 305 blood samples taken for the second serological analysis, 169 (1.40%) tested positive for a serological test. The remaining 136 samples (1.12%) tested nonreactive. The results of this study indicate a low prevalence of positivity in this population. In order, to ensure greater safety of blood transfusion and to reduce false-negative results, because the window period, it is the nurse responsible for screening, widely inform the candidate about responsibility, honesty and seriousness that it should have during the whole process, especially pre-donation screening, to prevent the occurrence of contaminated blood transfusions in the future receivers. From the reflection of this work, it was possible to raise the important aspects of nursing care to the blood donor. The safety of transfusion act begins at the moment, from the clinical screening of donors. The nurse has a key role early in the cycle of blood, since the serological tests do not detect antibodies during window period.pt_BR
dc.identifier.vinculationAluno de Graduaçãopt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.degree.departmentEscola de Enfermagem Aurora de Afonso Costapt_BR
dc.degree.date2011-06-
dc.degree.localNiteróipt_BR
dc.degree.cursoBacharelado e Licenciatura em Enfermagempt_BR
dc.publisher.departmentNiteróipt_BR
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tcc Neusa Baron Kroth.pdf813.9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.