Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9126
Title: Efeitos de um programa de exercícios físicos de força sobre o estresse oxidativo em pacientes sob hemodiálise
Authors: Barboza, Jorge Eduardo dos Santos Monteiro
metadata.dc.contributor.advisor: Mafra, Denise
metadata.dc.contributor.advisorco: Cardozo, Ludmila Ferreira Medeiros de França
metadata.dc.contributor.members: Boaventura, Gilson Teles
Eduardo, José Carlos Carraro
Silva, Nádia Souza Lima da
Issue Date: 2015
Citation: BARBOZA, Jorge Eduardo dos Santos Monteiro. Efeitos de um programa de exercícios físicos de força sobre o estresse oxidativo em pacientes em hemodiálise. 2015. 75 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.
Abstract: Estresse oxidativo, inflamação e baixos níveis de óxido (ON) nítrico são achados comuns em pacientes com doença renal crônica (DRC) em hemodiálise (HD) e estão associados ao processo de aterosclerose e ao risco aumentado de mortalidade cardiovascular. Embora até o presente momento não exista nenhum trabalho mostrando os efeitos do exercício de força em pacientes com DRC em HD sobre a atividade das enzimas antioxidantes e combate ao estresse oxidativo, esse tipo de exercício tem sido proposto como terapia coadjuvante para tais pacientes. Assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar os efeitos de um programa de exercício físico de força intradialítico no estresse oxidativo em pacientes renais crônicos em HD. Foram incluídos nesse estudo 44 pacientes em programa regular de HD, sendo que 25 pacientes (14 homens, 46,1±16,3 anos e 71,2±42,2 meses de HD) compuseram o grupo exercício e, 19 pacientes (7 homens, 46,8±12,5 anos e 67,4±51,7meses de HD) o grupo controle. O programa de exercícios de força (realizado com faixas elásticas e caneleiras em ambos os membros inferiores) foi realizado durante as sessões de HD, 3 vezes por semana totalizando 36 sessões de exercícios. Foram analisadas antes e após o treinamento, os níveis plasmáticos de nitrito, proteína C reativa, superóxido desmutase (SOD), catalase (CAT) e glutationa peroxidase (GPx) pelo método ELISA. A qualidade de vida foi analisada pelo questionário SF-36 e além disso, também foram avaliadas a antropometria e ingestão alimentar desses pacientes. Para as análises estatísticas foram utilizados os testes t bicaudal de Student ou Mann-Whitney, analisados pelo programa SPSS versão 19.0. Após o período do estudo, os níveis de SOD reduziram tanto no grupo exercício (de 44,5±3,5 para 28,4±3,3U/mL p=0,0001) quanto no grupo controle (de 45,1±6,1 para 31,9 ±4,6U/mL, p=0,001), não houve alteração dos níveis de CAT em ambos os grupos, e os níveis de GPx aumentaram no grupo exercício (de 24,7 ±12,4 para 53,4±20,0 nmol/min/ml p=0,00001) e tiveram tendência à diminuição no grupo controle (de 26,0±5,3 para 20,6±7,7 nmol/min/ml p=0,06). No grupo exercício houve tendência ao aumento de ON (13,8±6,1μM para 14,6±6,9μM, p=0,05) e redução significativa no grupo controle (15,2±5,8μM para 11,6±4,4μM, p<0,03). Além disso, o grupo controle apresentou redução significativa da massa livre de gordura e aumento da massa gorda. A ingestão alimentar e estado nutricional não foram alterados após a intervenção em ambos os grupos. Os aspectos de qualidade de vida melhoraram após os exercícios físicos, o que não foi observado no grupo controle. Conclusões: Três meses de exercício de força parecem ser capazes de aumentar os níveis de GPx e preservar os níveis de ON, bem como a massa magra em pacientes com DRC em tratamento de hemodiálise
metadata.dc.description.abstractother: Oxidative stress, inflammation and low levels of oxide nitric (NO) are common findings in chronic kidney disease (CKD) patients on hemodialysis (HD), which are associated with atherosclerosis and increased risk of cardiovascular mortality. Although it is a promising therapy, there is no study that evaluated the effects of strength training in patients with CKD on oxidative stress. Then, the aim of this study was evaluate the effects of a strength physical exercises program on oxidative stress in HD patients. This study included 44 patients on regular HD program, 25 patients (14 men, 46.1 ± 16.3 years and 71.2 ± 42.2 months HD) composed the exercise group and 19 patients (7 men, 46.8 ± 12.5 years and 67.4 ± 51,7months HD) the control group. Strength exercise program (performed with elastic bands and leggings in both lower limbs) was performed during HD sessions, 3 times a week (36 exercises sessions). The analisys of nitric oxide (NO), C- reactive protein, superoxide dismutase (SOD), catalase (CAT) and glutathione peroxidase (GPx) plasma levels were performed by ELISA, before and after training. Quality of life was assessed by the SF-36 questionnaire; anthropometric parameters and food intake were also evaluated. The statistical analysis was performed using the two-tailed t tests of Student or Mann-Whitney, analyzed by SPSS Program. The SOD levels were reduced in both groups, from 44.5±3.5 to 28.4±3.3U/mL (p=0.0001) in exercises group and, from 45.1±6.1 to 31.9 ±4.6U/mL (p=0.001) in control group. The CAT levels were not altered in both groups and GPx levels were increased in exercise group (from 24.7 ±12.4 to 53.4±20.0 nmol/min/ml p=0.00001) and a tendency to decrease in the control group (from 26.0±5.3 to 20.6±7.8 nmol/min/ml, p=0.06). In the exercise group, there was a trend to increase ON levels (13.8 ± 6.1 to 14.6 ± 6.9μM, p=0.05) and a significant reduction in the control group (15.2±5.8 to 11.6±4.4μM, p<0.03). The control group presented a reduction in fat-free mass and increase fat mass. Dietary intake and nutritional status did not change after the intervention in both groups. Quality of life was improved after the exercise. Strength exercises during 3 months seem to be able to increase levels de GPx and, preserve the levels of NO and fat free mass in HD patients
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9126
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mestrado Final - Jorge Eduardo dos S. M. Barboza.pdf1.64 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons