Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9152
Title: Zoológicos: uma análise crítica acerca de seus papéis e de sua eticidade mestrado bioética, ética aplicada e saúde coletiva
Authors: Medeiros, Anna Paula Simões
metadata.dc.contributor.advisor: Paixão, Rita Leal
metadata.dc.contributor.members: Paixão, Rita Leal
Oliveira, Fábio Alves Gomes de
Sampaio, Shaula Maíra Vicentini de
Issue Date: 2018
Citation: MEDEIROS, Anna Paula Simões. Zoológicos: uma análise crítica acerca de seus papéis e de sua eticidade mestrado bioética, ética aplicada e saúde coletiva. 2018. 104 f. Dissertação (Mestrado em Bioética, ética aplicada e saúde coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: Os zoológicos têm sido bastante questionados ultimamente no que diz respeito ao cumprimento dos papéis que eles proclamam exercer e em relação à sua eticidade. Tendo sua origem em coleções de animais que atuavam como símbolos de riqueza e poder, pode-se afirmar que os zoológicos conseguem manter-se nos dias atuais sustentados pelo tripé educação ambiental, conservação da biodiversidade e pesquisa científica. No entanto, observa-se que esse é um discurso utilizado para manter os animais aprisionados em zoológicos, visto que as demandas morais dos dias de hoje requerem uma justificativa que vá além da mera exposição e do entretenimento. Nota-se que os zoológicos são, na verdade, instituições cuja fundação reside em concepções dualistas, antropocêntricas e dominatórias, ao mesmo tempo em que reiteram constantemente essas mesmas concepções. Sendo assim, foi possível concluir que o verdadeiro papel dos zoológicos é reforçar o dualismo humano-animal, perpetuando o especismo e outras práticas opressoras que dele derivam
metadata.dc.description.abstractother: Zoos have been heavily questioned lately on the fulfillment of the roles they claim to play and in relation to their ethics. Having its origin in collections of animals that acted as symbols of wealth and power, it can be said that zoos are able to maintain themselves in the present day supported by the trivet of environmental education, biodiversity conservation and scientific research. However, one can notice that this is a discourse used to keep animals trapped in zoos, since the moral demands of today require a justification that goes beyond mere exposure and entertainment In fact, zoos are institutions whose foundation resides in dualistic, anthropocentric, and dominating conceptions, at the same time as they constantly reiterate these same conceptions. Thus, it was possible to conclude that the true role of zoos is to reinforce human-animal dualism, perpetuating speciesism and other oppressive practices that derive from it
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9152
Appears in Collections:PPGBIOS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANNA PAULA SIMÕES MEDEIROS DISSERTAÇÃO.pdf705.95 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons