Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9181
Title: Tabagismo e suas associações com morbidade no lúpus eritematoso sistêmico avaliadas pelo índice SLICC/ACR-DI
Authors: Montes, Ricardo Azêdo de Luca
metadata.dc.contributor.advisor: Almeida, Jorge Reis
metadata.dc.contributor.advisorco: Mocarzel, Luís Otávio Cardoso
metadata.dc.contributor.members: Lima, Giovanna Aparecida Balarini
Perez, Mario Castro Alves
Giordani, Fabíola
Issue Date: 2015
Citation: MONTES, Ricardo Azêdo de Luca. Tabagismo e suas associações com morbidade no lúpus eritematoso sistêmico avaliadas pelo índice SLICC/ACR-DI. 2015. 32 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.
Abstract: Introdução: Os pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES) têm atualmente acompanhamento de longo prazo e fatores envolvidos nos danos crônicos cumulativos (DCC) precisam ser mais bem compreendidos. Objetivo: Avaliar a relação entre tabagismo e do DCC em pacientes com LES. Métodos: avaliação transversal dos pacientes com LES para estabelecer registros sobre a exposição (alguma = ex-fumantes ou fumantes ativos ou fumantes passivos) ou não (nunca) ao tabagismo e sua possível associação com DCC avaliado pelo índice Systemic Lupus International Collaborating Clinics/American College of Rheumatology Damage Index for SLE – (SLICC/ACR-DI). Artigos do ‘MEDLINE’ também foram analisados pelo cruzamento procurando os termos lúpus e tabagismo para realizar uma busca sistemática. Resultados: Foram incluídos neste estudo 105 pacientes com LES, 96% do sexo feminino, idade de 40,7 ± 11,4 anos, tempo de seguimento médio de 8,98 anos. A avaliação dos pacientes por pontuação SLICC/ACR-DI encontrados 74 pacientes com pontuação positiva variando de 1 a 10 ([SLICC/ACR-DI> 0]) e 31 pacientes sem pontuação no SLICC/ACR-DI ([SLICC/ACR DI = 0]). A tabela de contingência criada e o teste qui-quadrado mostraram diferenças estatisticamente significativas (p = 0,02), de modo que ser um paciente com LES não exposto ao tabagismo confere uma chance de 22% menor no longo prazo de progredir e apresentar escore de dano positivo [SLICC/ACR-DI > 0]. A busca sistemática encontrou apenas um pequeno número de artigos que já tenham incluído alguns aspectos da avaliação sobre exposição ao tabagismo e danos cumulativos em pacientes com LES. Conclusão: A exposição ao tabagismo está associada com DCC avaliado por SLICC/ARC-DI em pacientes com LES e seus efeitos sobre a morbidade no lúpus merecem estudos futuros mais elaborados
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: Systemic Lupus Erythematosus (SLE) patients have nowadays long-term follow up and factors involved in cumulative chronic damage (CCD) must be better understood. Objective: Evaluate the relationship between smoking and the CCD in SLE patients. Methods: Cross-sectional evaluation of SLE patients to establish records about smoking exposure (ever = previous or current, active or secondhand smokers) or not (never) and its possible association with CCD (Systemic Lupus International Collaborating Clinics/American College of Rheumatology Damage Index for SLE - SLICC/ACR-DI). MEDLINE documents were also analyzed by crossing searching the terms lupus and smoking to perform a systematic review. Results: We enrolled in this study 105 SLE patients, female 96%, age 40.7 ± 11.4 years, followup time = 8,98 years. The assessment of patients by SLICC/ACR-DI score found 74 patients with positive score ranging from 1 to 10 ([SLICC/ACR-DI > 0]) and 31 patients without points at SLICC/ACR-DI score ([SLICC/ACR-DI = 0]). The contingency table created and the chisquare test showed differences statistically significant (p = 0.02), so that to be a never exposed SLE patient confers a 22% lower chance to progress in the long term to a [SLICC/ACR-DI > 0] status. The systematic review found just a small number of articles that have already included some aspects of the evaluation about smoking exposure and cumulative damage in SLE patients. Conclusion: Smoking exposure was associated with CCD evaluated by SLICC/ARC-DI in SLE patients, and it could have deleterious effects on lupus morbidity that deserves more elaborated future studies
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9181
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Ricardo Azêdo.pdf878.95 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons