Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9199
Title: Feijoada completa: reflexões sobre administração institucional de conflitos e dilemas de cidadania nas delegacias de polícia da cidade do Rio de Janeiro
Authors: Souza, Erika Giuliane Andrade
metadata.dc.contributor.advisor: Lima, Roberto Kant de
metadata.dc.contributor.members: Oliveira, Luís Roberto Cardoso de
Barbosa, Antônio Carlos Rafael
Issue Date: 2008
Citation: SOUZA, Erika Giuliane Andrade. Feijoada Completa: Reflexões sobre administração institucional de conflitos e dilemas de cidadania nas delegacias de polícia da cidade do Rio de Janeiro. 2008. p.76. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Antropologia, Departamento de Antropologia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2008.
Abstract: Esta dissertação é resultado de uma etnografia feita em delegacias de polícia da cidade do Rio de Janeiro, onde observei as avaliações policiais que decidem se um conflito é ou não, fato a ser considerado válido para ser atendido com registro de ocorrência, documento que pode iniciar uma investigação policial. Geralmente, os policiais ofereciam resistência para registrar casos chamados de feijoada. É objetivo principal dessa pesquisa, analisar quais são os valores que baseiam essa classificação. Por meio dessa analise, surgiram outras categorias nativas que podem auxiliar a descrição da visão desses policiais acerca de sua prática: bico (quando uma pessoa deixa de ser atendida na delegacia, sendo bicada para outras instituições) e casos de polícia (situações identificadas pelos policiais como trabalho legítimo da instituição). Essas categorias indicam que o trabalho policial não se apóia apenas no arcabouço jurídico para determinar sua função, mas sim, num conjunto de regras informais, baseadas em valorações culturais e costumes compartilhados entre os policiais em que são estabelecidas trocas simbólicas (de bens materiais, serviços), entre os atores, que influenciam o tratamento dos casos. Nesse sentido, busca-se compreender a relação da lógica policial de classificação de casos feijoada e as implicações do atendimento informal dos policiais, que fazem do ato de dizer o direito para a população, uma forma de controle social baseado em seus valores. Assim, o objetivo geral dessa pesquisa é de fomentar reflexão dentro dos estudos de Antropologia Jurídica acerca da administração institucional de conflitos em espaços públicos e a construção de cidadania nesse contexto.
metadata.dc.description.abstractother: This dissertation came about by way of an ethnography developed in police precincts in the city of Rio de Janeiro, where I observed how the police evaluate which conflicts are worthy of being registered and investigated. The police officers generally are resistant to cases which they call feijoada. The key objective of this research is analyzing the kind of values that inform this kind of classification. Other native categories have also arisen through the analysis which aid in describing how these police officers view their practices: bico (when the person isn’t assisted in the station, being thus bicada to other institutions) and police cases (situations identified by the police agents themselves as legitimate complaints that should be registered by the institution). These categories indicate that police work isn’t only based on legal principles theoretically determining which actions are to be taken, but also on a series of informal rules based on cultural valuations and customs shared by the police agents who also establish a symbolic exchanges among themselves of goods and services, in a process that also influences how individual police cases are dealt with. As such, my aim is understanding the relationship between a police logic for classifying feijoada cases and the greater implications of informal police assistance, thus informing how this legal instance presents to the population its rights, a kind of social control based on agents´ own values. In sum, the general aim of this research is fomenting reflection within the area of Legal Anthropology about the institutional administration of conflicts in public spaces and how citizenship is constructed in this context.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9199
Appears in Collections:NEPEAC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ERIKA-GIULIANE-ANDRADE-SOUZA.pdf3.97 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons