Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9201
Title: Dinâmicas sociais, organização política e conflitos da pesca artesanal na foz do Rio São João (RJ)
Authors: Silva, Geraldine Augusto de Araujo
metadata.dc.contributor.advisor: Mota, Fabio Reis
metadata.dc.contributor.advisorco: Lobão, Ronaldo
metadata.dc.contributor.members: Silva, Edilson Márcio Almeida da
Dias Neto, José Colaço
Pires, Lenin dos Santos
Issue Date: 2012
Citation: SILVA, Geraldine Augusto de Araujo. Dinâmica sociais, organização política e conflitos da pesca artesanal na foz do rio São João (RJ). 2012. 113 f. Dissertação(Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Antropologia, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.
Abstract: O acesso a direitos por parte dos pescadores está diretamente ligado a um processo histórico em que diversas intervenções foram realizadas na tentativa de ordenamento e controle da atividade por parte do Estado. Desta forma, as diferentes fases desta trajetória, desde os primeiros ordenamentos da pesca e, depois, a modificação das mesmas, tiveram reflexos nas dinâmicas sociais das comunidades pesqueiras e nas suas formas de organização. Instrumentos como as entidades de Colônias de Pescadores eram as responsáveis exclusivamente por fazer o papel de representantes e de controladores dos trabalhadores do mar perante os diferentes órgãos estatais. Com a criação de diversas associações e sindicatos no contexto de redemocratização do país, houve significativas mudanças nessa dinâmica. Na pesquisa etnográfica realizada, pretendeu-se identificar como os diferentes papéis e categorias são acionados localmente em um contexto de disputa (tanto simbólica como material) nas localidades que compõem a foz do rio São João, litoral norte do Rio de Janeiro. Os atores buscam sua legitimidade e visibilidade em um espaço público permeado por questões como a apropriação dos espaços e recursos pesqueiros, a implantação de unidades de conservação por órgãos ambientais e as compensações decorrentes da exploração do petróleo na região.
metadata.dc.description.abstractother: The access to their rights by fishermen is directly connected to a historical process in which multiple interventions were performed in attempt to planning and control of the fishering activity by the state. Thus, the different stages of this journey, from the first orders of fishing, then the modification of the same, had repercussions in social dynamics of fishing communities and their organizational forms. Instruments such as entities like the “Colônias de Pescadores” were solely responsible for making the role of representatives and drivers of seafarers to the different state agencies. With the creation of various associations and unions in the context of redemocratization of the country, there have been significant changes in this dynamic. In ethnographic research, we sought to identify how the different roles and categories are triggered locally in the context of dispute (both symbolic and material) in the localities near the São João river, in coast of the state Rio de Janeiro. The actors try their legitimacy and visibility in a public space pervaded by issues such as ownership of spaces and fishing resources, the deployment of conservation and environmental agencies for compensation arising from oil exploration in the region.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9201
Appears in Collections:NEPEAC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GERALDINE-AUGUSTO-DE-ARAUJO-E-SILVA.pdf2.99 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons