Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9227
Title: A felicidade e o bem-estar psicológico e subjetivo na gestão do trabalho
Other Titles: Psychological and subjective happiness and welfare in the work management
Authors: Costa, Elaine de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Ferraz, Fernando Toledo
metadata.dc.contributor.members: Andrade, Emmanuel Paiva de
Carvalho, Paulo Victor Rodrigues de
Issue Date: 2018
Abstract: Este trabalho trata da felicidade e bem-estar na gestão do local de trabalho e tem como objetivo principal a entrega dos resultados alcançados aos Gestores de Recursos Humanos da Instituição onde ocorreu a pesquisa, considerando a questão de interesse e valor para cada área da empresa. Foi realizada pesquisa interna em uma Instituição Federal de Ensino da região sudeste brasileira, cuja identidade pretendeu-se preservar, bem como a de seus respondentes. A pesquisa serviu para tratar dos aspectos que proporcionam o bem-estar dos trabalhadores, o seu engajamento, o seu orgulho em fazer parte das organizações e seus projetos, ou, ao contrário, os fatores que podem conduzi-los a estados psicológicos e mentais negativos, como estresse, desmotivação, ou até resiliência, que suporta desafios desde os mais leves aos mais severos, mas adoece. A relevância do tema se encontra no fato de que a falta de preocupação com a saúde do trabalhador e sua qualidade de vida, muitas vezes, não são observadas nas organizações. Para que as organizações levem suas metas a bom termo, precisam de trabalhadores saudáveis, engajados e felizes. Sem cuidar desse aspecto tão importante quanto crucial, a longevidade e permanência das empresas tendem a perder espaço em um patamar competitivo e respeitável na esfera de ocupação em que se encontram. A metodologia contou com a aplicação de questionário do tipo múltipla escolha com um espaço no final destinado aos comentários opcionais. Durante a pesquisa, foi percebida a preocupação de alguns servidores com possível reconhecimento interno, em função de perfil, no qual idade e tempo de serviço poderiam expor suas identidades. Dos 178 respondentes apenas 21 se sentiram seguros em expressar suas opiniões, que refletiram o clima organizacional percebido por eles sobre a sua Instituição. É esperado que, com a disponibilização dos resultados da pesquisa para a Instituição, esse estudo apóie futuros planejamentos e ações, que melhorias possam ser implementadas, incrementadas ou aperfeiçoadas em favor dos servidores, observando as lacunas de clima organizacional apontados por eles.
metadata.dc.description.abstractother: This work deals with happiness and welfare in the management of workplace and its main objective in the delivery of the achieved results to the Human Resource Managers wherein considering the issue of interests and values to each area of the company. An internal research was carried out in a Federal Educational Institution in the southeast of Brazil, which identity was preserve, as well as the identity of the respondents. This research addresses the aspects that provide workers' well-being, their engagement and pride in being part of organization and its projects, or, on the contrary, the factors that can lead them to negative psychological and mental states, such as stress, demotivation, or even resilience, which support challenges from mild to severe, but get sick anyway. The relevance of the theme lies in the fact that the lack of concern for workers' health and their quality of life are often not observed in the organizations. For organizations to achieve their goals, they need healthy and happy workers. Not taking care of this aspect as so important as crucial, the longevity and the permanence of the enterprise/institution lose space in a competitive and respectable baseline in which they are. The methodology includes the application of a multiple choice questionnaire and a space at the end for any optional comments. During the research, it was noticed the concern of some employees to be identified, based on a profile, in which age and time of service could expose their identities. Among the 178 respondents only 21 felt confident in expressing their opinions, which reflected the organizational atmosphere perceived by them about their Institution. It is expected that, with the availability of the research results to the Institution, this study may support future plans and actions, which improvements can be implemented, enhanced or improved in favor of the employees, observing the organizational atmosphere gaps pointed out.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9227
Appears in Collections:MSG - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Elaine de Souza Costa.pdf1.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.