Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9230
Title: Determinantes que influem no acesso e uso dos serviços reprodutivos em populações rurais na comunidade andina da América do Sul: uma revisão sistemática
Authors: Clavijo, Gloria Maria Carmona
metadata.dc.contributor.advisor: Cavalini, Luciana Tricai
metadata.dc.contributor.members: Cavalini, Luciana Tricai
Celeste, Roger Keller
Franco, Túlio Batista
Issue Date: 2012
Citation: CLAVIJO, Gloria Maria Carmona. Determinantes que influem no acesso e uso dos serviços reprodutivos em populações rurais na comunidade andina da América do Sul: uma revisão sistemática. 2012. 71 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.
Abstract: O pré-natal e a assistência ao parto são as principais intervenções de saúde que podem prevenir mortalidade materna, mas muitas mulheres, especialmente aquelas que pertencem a grupos marginalizados, muitas vezes vivendo em áreas de carência relativa, não são cobertas por estes serviços. Os determinantes deste processo ainda não foram totalmente avaliados. Objetivo. Identificar os determinantes que afetam o acesso e uso dos serviços reprodutivos na Comunidade Andina da América do Sul. Métodos. Uma revisão sistemática foi realizada através de pesquisa das principais bases de dados bibliográficas eletrônicas. Estudos sobre as populações maternas dos países andinos, publicados entre 1990 e 2010, foram incluídos. Os critérios de exclusão compreenderam estudos sobre indicadores de mortalidade materna e artigos de revisão publicados anteriormente. Os determinantes da falta de acesso ou utilização dos serviços de saúde materna em mulheres rurais foram identificados e descritos. Resultados. . Onze estudos foram incluídos, sendo 7 ao acesso-uso e 4 ao uso, segundo aos modelos desenvolvidos. A educação foi o determinante social mais relevante na decisão de fazer uso do pré-natal, sendo ativador do acesso aos serviços modernos e o melhor preditor do cuidado. As dificuldades sócio-econômicas, a qual é produto da educação, renda e características demográficas foi o principal determinante no uso. Foram encontrados como determinantes importantes o local de Residência, o Idioma, constituindo uma barreira de comunicação, o efeito da medicina tradicional evidenciando o temor ou rejeição aos insumos farmacológicos ocidentais, o impacto positivo do seguro de saúde, embora a cobertura não tenha alcançado o total de as populações mais carentes. Conclusão. A determinação de acesso e utilização dos serviços de saúde materna em mulheres rurais da América do Sul andina é complexa e multifatorial. A identificação desses fatores é um processo essencial para alavancar as ações, a fim de reduzir as lacunas de acesso e de uso identificadas neste estudo. Os autores acreditam que as melhorias podem ser alcançadas por uma discussão aberta e reflexão, permitindo assim a participação da comunidade. Outras medidas incluem a reforma legal e o respeito pela autonomia das mulheres na tomada de decisões
metadata.dc.description.abstractother: The prenatal and delivery care are the main health interventions that can prevent maternal mortality, more rural or marginalized groups, are not fully covered by these services. The determinants of this process have not been fully evaluated. Objetive. Identify the determinants that affect access to and use of reproductive services in the Community of Andean South America Methods. A systematic review was performed by searching the major electronic bibliographic databases. Studies on the maternal populations of the countries of the Andean Community, published between 1990 and 2010 were included. Results. Eleven studies were included, 7 about acces-use and 4 about use, according to model developed. Education was the most important determinant in the decision to make use of prenatal care, and enabler of access to modern services. The socioeconomic difficulties, which is the product of education, income and demographic characteristics was the main determinant in use. There were important determinants of the place of residence, the language, the effect of traditional medicine, the positive impact of health insurance, although coverage has not reached the total of the poorest populations. Conclusion. This review obvervou that the increased access of women to education will have a positive effect of long duration, not only in the use and access of maternal health services but also in socio-economic situation. The identification of these determinants is an essential process to reduce the gaps in access to and use identified in this study. The authors believe that improvements can be achieved by an open discussion and reflection, allowing community participation. Other measures include legal reform and respect for the autonomy of women in decision making
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9230
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao - 156.pdf455.58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.