Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9252
Title: Descrição do perfil demográfico, clínico-epidemiológico das pacientes com linfedema por obstrução tumoral associado ao câncer de mama do Hospital do Câncer III / INCA / MS
Authors: Nunes, Paula de Castro
metadata.dc.contributor.advisor: Cagy, Maurício
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva Jr, Aluísio Gomes da
metadata.dc.contributor.members: Cagy, Maurício
Silva Jr, Aluísio Gomes da
Cavalini, Luciana Tricai
Bergmann, Anke
Issue Date: 2011
Citation: NUNES, Paula de Castro. Descrição do perfil demográfico, clínico-epidemiológico das pacientes com linfedema por obstrução tumoral associado ao câncer de mama do Hospital do Câncer III / INCA / MS. 2011. 106 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2011.
Abstract: O linfedema é um extravasamento de líquido tissular por falha da drenagem linfática, geralmente em uma ou mais extremidades, e pode ser classificado em primário e secundário. O secundário ocorre no sistema linfático previamente normal, podendo desenvolver-se devido a obstrução tumoral metastática. Neste caso, é um tipo de alteração decorrente de diagnóstico tardio e estágios avançados do câncer. Em cuidados paliativos do câncer de mama, pelo aumento do volume tumoral, pode haver obstrução do sistema linfático e conseqüente acúmulo de líquido intersticial. O objetivo geral do presente trabalho foi descrever as variáveis relacionadas às características demográficas e clínico-epidemiológicas das pacientes com linfedema secundário por obstrução tumoral atendidas no Hospital do Câncer III / INCA / MS, no período de janeiro de 2006 a julho de 2009. A prevalência estimada do linfedema por obstrução tumoral no Serviço de Fisioterapia do Hospital do Câncer III/ INCA foi de 12%. A maior parte das pacientes era casada ou vivia com companheiro, e grande parte apresentou baixo grau de escolaridade, era "do lar" e apresentou sobrepeso e obesidade. Mais da metade fez uso de métodos contraceptivos, detectou o câncer de mama através do auto-exame e foi diagnosticada de câncer de mama nos estadiamentos mais avançados (III e IV). Quase metade da amostra realizou algum tipo de aborto (artificial ou fisiológico). A quimioterapia paliativa foi o tratamento mais realizado, e a maioria das pacientes não realizou tratamento cirúrgico. A maior parte dos óbitos foi na faixa etária de 50 a 60 anos. Os tratamentos fisioterapêuticos empregados para o linfedema por obstrução tumoral foram o enfaixamento compressivo e o uso de luvas/braçadeiras. Houve uma adaptação da Terapia Física Complexa (TFC) visando à redução do volume, melhora dos sintomas associados, melhora da auto-estima e conseqüente qualidade de vida. Os tempos médio e mediano estimados de sobrevida do diagnóstico do linfedema por obstrução tumoral ao óbito foram 529,6 dias (1,4 ano) e 427 dias (1,2 ano) respectivamente. Se contabilizados a partir do diagnóstico de câncer, os tempos médio e mediano estimados de sobrevida foram 1942 dias (5,3 anos) e 1298 dias (3,5 anos) respectivamente. Tais resultados corroboram que o linfedema por obstrução tumoral é um sinal de mau prognóstico no que se refere à sobrevida
metadata.dc.description.abstractother: Lymphedema is a tissue fluid leakage due to failure of lymphatic drainage and can be classified into primary and secondary. The secondary occurs in previously normal lymphatic system, which may develop due to metastatic tumor obstruction. In this case, is a type of change due to late diagnosis and advanced stages of cancer. In palliative care of breast cancer, increasing tumor volume, there may be obstruction of the lymphatic system and consequent accumulation of interstitial fluid. The overall objective of this study was to describe the variables related to demographic characteristics and clinical and epidemiological of patients with malignant lymphedema treated at the Cancer Hospital III / INCA / MS, from January 2006 to July 2009. The estimated prevalence of malignant lymphedema on the Department of Physical Therapy of the Cancer Hospital III / INCA was 12%. Most patients were married and most had low education level, was "housewives" and were overweight or obese. More than half had used contraception, the breast cancer was detected through self-examination and was diagnosed with breast cancer in more advanced stages (III and IV). Almost half of the sample held some type of abortion (artificial or physiological). The palliative chemotherapy was the most performed procedure and most patients did not undergo surgery. Most of the deaths were aged 50 to 60 years. The physical therapy treatment for malignant lymphedema used were swaddling and the use of gloves / bracers. There was an adaptation of method of the Complex Physical Therapy (CFT) in order to reduce the volume, improvement of associated symptoms, improved self-esteem and the quality of life. The mean and median time estimated of survival of the diagnosis of malignant lymphedema to death was 529.6 days (1.4 years) and 427 days (1.2 years) respectively. If counted from the cancer diagnosis, the mean and median times of survival were estimated 1942 days (5.3 years) and 1298 days (3.5 years) respectively. These results confirm that the malignant lymphedema is a sign of poor prognosis with regard to survival
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9252
Appears in Collections:PPGSC - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - 167.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.