Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9275
Title: Fatores associados ao aleitamento materno exclusivo e sua relação com a produção do cuidado na rede básica de saúde do município do Rio de Janeiro
Authors: Pereira, Rosane Siqueira Vasconcellos
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Maria Inês Couto de
metadata.dc.contributor.members: Oliveira, Maria Inês Couto de
Fonseca, Sandra Costa
Lazaro, Marcia de Carvalho
Issue Date: 2010
Citation: PEREIRA, Rosane Siqueira Vasconcellos. Fatores associados ao aleitamento materno exclusivo e sua relação com a produção do cuidado na rede básica de saúde do município do Rio de Janeiro. 2010. 62 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
Abstract: OBJETIVO: Analisar a associação entre ações de promoção, proteção e apoio à amamentação, realizadas em unidades básicas de saúde (UBS) e a prevalência de aleitamento materno exclusivo (AME) nos primeiros seis meses de vida. MÉTODO: Estudo transversal realizado em amostra representativa de 1029 mães de crianças menores de seis meses assistidas em UBS do município do Rio de Janeiro. As razões de prevalência (RP) foram obtidas por regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de AME foi de 58,1%. Aumentaram a prevalência de AME: a cor branca (RP=1,20; IC95%:1,05-1,36), escolaridade alta (RP=1,19; IC95%:1,05-1,35); ter companheiro (RP=1,72; IC95%:1,02-2,90); experiência prévia com amamentação (RP=1,27; IC95%:1,08-1,49), alta hospitalar em AME (RP=2,01; IC95%:1,20-3,36), ter recebido orientação em grupo (RP=1,14; IC95%:1,01-1,28) e ter sido mostrado como amamentar (RP=1,20; IC95%:1,08-1,33). A prevalência de AME diminuiu 17% a cada mês de vida do bebê. CONCLUSÃO: Os grupos de apoio à amamentação e a orientação sobre seu manejo contribuíram para o AME na atenção básica
metadata.dc.description.abstractother: OBJECTIVE: To assess the association between breastfeeding promotion, protection and support carried out in primary health care (PHC) units and the prevalence of exclusive breastfeeding (EBF) in the first six months of life. METHOD: A cross-sectional study was conducted in a representative sample of 1029 mothers of children below six months attended at PHC units in Rio de Janeiro City, Southern Brazil. Prevalence ratios (PR) were estimated by Poisson regression. RESULTS: The prevalence of EBF was 58.1 %. Increased the prevalence of EBF: white color (PR=1.20;95%CI:1.05-1.36), high level of education (PR=1.19;95%CI:1.05-1.35); having a partner (PR=1,72;95%IC:1.02-2,90); previous breastfeeding experience (PR=1.27;95%CI:1.08-1,49), discharge from hospital in EBF (PR=2,01;95%CI:1.20-3.36), mother support in group (PR=1.14;95%CI:1.01-1.28) and guidance on how to breastfeed (PR=1.20; 95%CI:1.08-1.33). The prevalence of EBF was reduced in 17% for each month of baby’s life. CONCLUSION: Support groups and guidance on breastfeeding contributed to EBF prevalence in PHC
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9275
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - 181.pdf858.34 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.