Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9279
Title: Sobre a disciplina no futebol brasileiro: uma abordagem pela justiça desportiva brasileira
Authors: Andrade, André Gil Ribeiro de
metadata.dc.contributor.advisor: Guedes, Simoni Lahud
metadata.dc.contributor.members: Lima, Roberto Kant de
Costa, Simone Pereira da
Soares, Antônio Jorge Gonçalves
Issue Date: 2006
Citation: ANDRADE, André Gil Ribeiro de. Sobre a disciplina no Futebol brasileiro: Uma abordagem pela Justiça Desportiva brasileira. 2006. 131 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Antropologia, Departamento de Antropologia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006.
Abstract: O futebol, como todos os esportes, é uma prática intensamente controlada e regulamentada. Desde o século XIX, várias formas de intervenção sobre o corpo, o desempenho, a atuação e, até, a vida privada dos atletas, vêm sendo implementadas por instituições desportivas diversas. Este fenômeno pode ser denominado como disciplinarização, compreendido aqui como manifestação da sociedade disciplinar moderna, no sentido proposto por Michel Foucault, considerando, também, a contribuição de Norbert Elias. Este trabalho enfoca alguns aspectos do processo de disciplinarização no futebol brasileiro, através da Justiça Desportiva. Esta instituição incorpora, simultaneamente, regulamentações provenientes de associações e federações desportivas, de caráter privado, e regulamentações estatais, resultantes do processo de intervenção do Estado Brasileiro nas instituições e nas práticas esportivas. Serão analisados dois momentos da Justiça Desportiva brasileira através de dois estudos de caso referentes a dois jogadores, um, na década de 1970, outro nos anos recentes. Esta proposta analítica permitirá apontar, também, as mudanças na estrutura sócioeconômica do futebol, em termos mundiais e seus reflexos no Brasil. A análise destes dois casos permitirá, ainda, elaborar algumas proposições acerca da relação entre os jogadores, os clubes de futebol e a Justiça Desportiva brasileira, enfocando as expectativas em termos de internalização da disciplina e do autocontrole.
metadata.dc.description.abstractother: The football (soccer, in the USA), as all of the sports, is an intensely controlled and regulated practice. Since the 19th century, several forms of intervention on the body, the performance, the actuation and, until, the private life of the athletes, come being implemented by sports institutions. This phenomenon can be called as disciplinarization, understood here as a manifestation of the modern disciplinary society, in the sense proposed by Michel Foucault, considering, also, the contribution of Norbert Elias. This work focuses some aspects of the disciplinarization process in the Brazilian football, through the Sports Justice system. This institution incorporates, simultaneously, regulations proceeding from private entities, like sports associations and federations, and from government regulations, derived from the Brazilian’s State intervention process through the sports practices and institutions. This will be analyzed through two moments of Brazilian’s Sports Justice, by two referring case studies, one, in the 1970th decade, and another in the recent years, regarding two brazilian football players. This analytical proposal will allow pointing, also, the changes in football’s socioeconomic structure, in worldwide terms and their reflexes in Brazil. The analysis of these two cases will allow, still, to elaborate some propositions concerning the relationship among the players, the football clubs and the Brazilian’s Sports Justice, focusing on discipline and self-control internalization’s expectations.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9279
Appears in Collections:NEPEAC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDRÉ-GIL-ANDRADE.pdf291.49 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons