Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9303
Title: A concepção problematizadora: uma didática para a educação permanente em saúde
Authors: Franco, Camilla Maia
metadata.dc.contributor.advisor: Koifman, Lilian
metadata.dc.contributor.members: Koifman, Lilian
Wong Un, Julio Alberto
David, Helena Maria Scherlowski Leal
Issue Date: 2010
Citation: FRANCO, Camilla Maia. A concepção problematizadora: uma didática para a educação permanente em saúde. 2010. 73 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
Abstract: Este estudo aponta uma das diversas formas de desenvolver a formação para os trabalhadores da saúde a partir da concepção problematizadora, que se configura em práticas educativas adequadas para formação em e para o serviço de saúde, em consonância com as diretrizes e os princípios da Educação Permanente em Saúde(EPS). Propõe que o investimento na formação dos trabalhadores configura-se como estratégia para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde, possibilitando o fortalecimento da Política Nacional de Saúde. Discorre sobre como a Educação Permanente em Saúde (EPS) pode estabelecer um processo de ensino-aprendizagem rico, quando norteada pelos princípios e diretrizes desencadeados por Paulo Freire e permeados pela noção de aprendizagem significativa. Ao longo do trabalho são exemplificadas as práticas e estratégias de ensino-aprendizagem propostas pela Escola Técnica de Formação em Saúde “Enfª Izabel dos Santos”, que pauta seu projeto político pedagógico na educação problematizadora. Por fim, este estudo também analisa a concepção problematizadora como uma propostapedagógica para a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde e reflete sobre em que medida os gestores podem interferir no desenvolvimento dessa estratégia de formação
metadata.dc.description.abstractother: This study points one of many ways of developing training for health workers through the problem-posing conception, represented in educational practices suited for training in and for health services, in agreement with the guidelines and principles of the Permanent Education in Health (PEH). It proposes that the investment in training the workers is a strategy for improving the quality of the health services, enabling the strengthening of the National Health Policy. It means to contribute for the discussion about the way how Permanent Education in Health can mingle with Popular Education, guided by the principles and guidelines commenced by Paulo Freire and permeated by his idea of significant learning. This study exemplifies teaching-learning practices and strategies proposed by a vocational school (Escola Técnica de Formação em Saúde “Enfª Izabel dos Santos”), which rules its political-pedagogic project in accordance with the problem-posing education. Finally, this study also analyses the problem-posing conception as a pedagogic proposal for the National Policy of Permanent Education in Health and evaluates how the managers may intervene in the development of such training strategy
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9303
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacão - 186.pdf340.73 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.