Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9304
Title: Alegrias e tristezas no cotidiano de trabalho do agente comunitário de saúde: cenários de paixões e afetamentos
Authors: Galavote, Heleticia Scabelo
metadata.dc.contributor.advisor: Franco, Túlio Batista
metadata.dc.contributor.members: Franco, Túlio Batista
Lima, Rita de Cássia Duarte
Corvino, Marcos
Issue Date: 2010
Citation: GALAVOTE, Heleticia Scabelo. Alegrias e tristezas no cotidiano de trabalho do agente comunitário de saúde: cenários de paixões e afetamentos. 2010. 113 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
Abstract: O presente estudo busca desvendar o processo de trabalho do Agente Comunitário de Saúde (ACS) e, no referencial teórico propõe um diálogo entre a teoria das afecções de Espinosa e a Psicodinâmica do Trabalho com o objetivo de compreender a dinâmica das alegrias e tristezas experenciadas pelo ACS nos encontros produzidos no seu cotidiano de trabalho. O objetivo deste estudo foi analisar o processo de trabalho dos ACS na Estratégia Saúde da Família (ESF) no município de São Gonçalo/RJ. Constitui um estudo exploratório-descritivo, de caráter qualitativo. Foram convidados dez ACS da ESF Jardim Catarina, no município de São Gonçalo/RJ. Os dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas, consolidadas na análise de discurso com base em uma cartografia. O reconhecimento foi considerado como capaz de aumentar a potência de agir do ACS através do estabelecimento de um encontro alegre, de construção. O fracasso esteve relacionado à submissão do saber do ACS perante os saberes instituídos da equipe, ficando à margem dos processos decisórios. O desvendamento do trabalho do ACS revela um trabalhador que opera na molaridade e pluralidade, um híbrido que permeia territórios distintos da tríade poder, saber e subjetividade
metadata.dc.description.abstractother: This study tries to unfold the work process of community health agents (CHA) and, concerning the theoretical reference, proposes a dialogue between Spinoza‟s theory of affections and the Work Psychodynamics with the purpose of understanding the happiness-sadness dynamics experienced by the agent in their work routine. The objective was analyzing the work process of community health agents from the Family Health Strategy (FHS) in São Gonçalo, Rio de Janeiro State. Ten CHAs from São Gonçalo`s Santa Catarina FHS were invited. It is an exploratory-descriptive study, of qualitative aspect. Data was collected through semi-structured interviews, consolidated by speech analysis with a cartographic base. It was considered that acknowledgement is able to increase the agent‟s potency of action by establishing a happy, constructive meeting. Failure was related to the submission of single expertise to the one instituted by the team, thus marginalizing the agent from decision-making processes. After unfolding their activity, the CHA is seen as able to work in molarity and plurality, a hybrid that permeates distinct territories of the triad power - expertise - subjectivity
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9304
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação -187.pdf1.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.