Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9327
Title: Devolva minhas bonecas pretas, o que fizeram com elas?
Authors: Oliveira, Maiah Lunas Maciel Marques de
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Ana Cláudia Cruz da
metadata.dc.contributor.members: Pereira, Isabelle Sanches
Rios, Flavia Mateus
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Ao utilizar entrevistas realizadas com sete jovens mulheres negras do Estado do Rio de Janeiro com idade entre dezenove e trinta e um anos, o presente trabalho se propõe a refletir sobre a importância que é para uma criança negra ter ou não bonecas negras, trazendo para a discussão como se dá construção da identidade racial infantil por meio dos brinquedos. As questões colocadas pelas entrevistadas ao longo do processo de pesquisa são dispostas no trabalho para fazer uma discussão acerca dos caminhos possíveis para essa formação identitária afro brasileira fazendo paralelos entre a escola, a família e a sociedade de consumo. O objetivo aqui é então compreender como o racismo através da ausência de espelhos e identidades positivas, causa marcas no corpo negro desde a infância e como esses indivíduos carregam essas marcas ao longo da vida adulta, procurando enxergar se as situações vividas são superadas ou não, seja com o auxílio da escola ou do ambiente familiar.
metadata.dc.description.abstractother: When using interviews with seven young black women from the State of Rio de Janeiro with the ages between nineteen and thirty-one yearsold. The present paper proposes to reflect on the importance for a black child to have or not black dolls, bringing to the discussion of the construction of children's the questions about racial identity through toys. The questions posed by the interviewees throughout the research process are placed in the work to make a discussion about the possible ways for this Afro Brazilian identity formation making parallels between the school, the family and the consumer society. The goal here is to understand how racism through the absence of mirrors and positive identities causes black body marks since childhood and how these individuals carry these marks throughout adult life, trying to see if the situations experienced are overcome or not, either with the help of the school or the family environment.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9327
Appears in Collections:GGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC MAIAH 2018.1FINAL.pdf446.88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.