Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9407
Title: A distribuição dos modificadores de grau em tétum: uma proposta em semântica escalar
Authors: Macedo, Anderson Lucas da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Mendes, Luciana Sanchez
metadata.dc.contributor.advisorco: Savedra, Mônica Maria Guimarães
metadata.dc.contributor.members: Kenedy, Eduardo
Gomes, Ana Paula Quadros
Issue Date: 30-Apr-2019
Abstract: O objetivo desta dissertação é apresentar uma descrição inicial da distribuição dos modificadores de grau ‘liu’, ‘tebes’ e ‘los’ (traduzidos por “muito” em português) em tétum. O tétum é língua oficial do Timor Leste desde 2002 de acordo com a Constituição – assim como a língua portuguesa. O tétum é ainda a língua franca do Timor, sendo falada por uma grande parte da população, especialmente na capital, Díli, o que não acontece com o português. Este trabalho se apoiou em Kennedy e McNally (2005) que explicou como três intensificadores em inglês ‘very’, ‘much’ e ‘well’ (traduzidos por “muito”, “muito” e “bem”, respectivamente) são distribuídos. Nesse texto, os autores recorreram a uma perspectiva semântica para dar conta de tal distribuição, já que sintaticamente não havia maneira de fazê-lo. Então baseado nos princípios da semântica escalar, que classifica os adjetivos graduáveis em adjetivos de escala aberta, escala totalmente fechada e escala parcialmente fechada, os autores conseguiram mostrar que cada um desses três modificadores citados selecionaria um determinado tipo de adjetivo. A hipótese deste trabalho era que em tétum haveria uma explicação semântica similar para a distribuição dos três intensificadores estudados. Para a verificação, foram desenvolvidos e aplicados dois testes iniciais (um teste de tradução e um teste de aceitabilidade) e posteriormente um experimento de julgamento de aceitabilidade visando investigar se, em tétum, os três modificadores (‘liu’, ‘tebes’ e ‘los’) se comportariam de modo semelhante ao caso da língua inglesa. Após a leitura dos resultados obtidos com esse experimento, concluiu-se que os modificadores analisados indicam preferência para algumas classes de adjetivos. O experimento citado trouxe as seguintes informações: o modificador ‘los’ revelou-se o preferido pelos timorenses com preferência com adjetivos de escala fechada na ponta superior e ‘tebes’ mostrou ser a principal escolha para intensificar adjetivos de escala aberta. Já ‘liu’ é o predileto com os adjetivos de grau mínimo. Esta dissertação, portanto, contribui para a descrição de uma língua asiática, pouco estudada e para tal se concentra no modelo da semântica formal
metadata.dc.description.abstractother: The aim of this master’s dissertation is to present an initial description of the distribution of three degree modifiers in tetun ‘‘liu’, ‘tebes’ and ‘los’ (they all can be translated by ‘very’). Tetun has been the official of East Timor since 2002 according to the national constitution – as well as the Portuguese Language. Tetun is also the Timorese ‘lingua franca’ and it has been spoken for the majority of the population, especially in the Díli, the capital, which does not occur to the Portuguese language. This work is based on Kennedy e McNally (2005) which explained the distribution of three degree modifiers in English, ‘well’, ‘very’ and ‘much’. In this text the authors turned to semantic explanations to be able to describe such distribution since through syntax it seemed to be unviable. So, based on the scalar semantics principles which classifies gradable adjectives in open scale adjectives, closed scale adjectives and partially closed scale adjectives, the researchers could state that each type of adjective is sensitive to one of the English modifiers presented. This master’s dissertation used two initial tests (a translation test and a acceptability test) and further an acceptability experiment in order to investigate whether ‘liu’, ‘tebes’ and ‘los’ would have a similar distribution or not. After reading the results the conclusion was that the three modifiers indicate preference to some type of the adjectives. The obtained results also revealed that ‘los’ is the most chosen modifier with preference for upper closed scale adjectives. ‘Tebes’ is the main choice used to intensify open scale adjectives and ‘liu’ seemed to have more acceptability with minimal standard adjectives. This work, therefore, contributes to the description of an understudied Asian language and focuses on the formal semantics model to do so
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9407
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Anderson Lucas Macedo.pdf1.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.