Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9452
Title: Avaliação morfológica da mandíbula da prole de ratas submetidas à desnutrição durante o aleitamento
Authors: Degani Junior, Hugo Vieira de Melo
metadata.dc.contributor.advisor: Cardoso, Gilberto Perez
metadata.dc.contributor.advisorco: Babinski, Marcio Antonio
metadata.dc.contributor.members: Fonseca, Clóvis Orlando Pereira da
Figueiredo, Marcelo Abidu
Bastos, Ana Luiza
Issue Date: 2014
Citation: DEGANI JUNIOR, Hugo Vieira de Melo. Avaliação morfológica da mandíbula da prole de ratas submetidas à desnutrição durante o aleitamento. 2014. 61 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.
Abstract: A desnutrição afeta mais de 40% das crianças de países subdesenvolvidos. Os efeitos na prole durante o período de lactação não são muito estudados. O objetivo do presente estudo foi verificar as alterações quantitativas e qualitativas na morfologia mandibular de ratas Wistar cujas progenitoras foram desnutridas durante a lactação. Foram utilizadas seis ratas Wistar fêmeas que foram divididas nos seguintes grupos: Controle (C): dieta com 23% de proteína; Restrição Protéico-Calórica (RPC): dieta com 8% de proteína; Restrição Calórica (RC): dieta com 23% de proteína, em quantidade restrita de acordo com a ingestão. Após o período de lactação (21 dias), os filhotes fêmeas tiveram livre acesso à dieta normal (23% de proteína) até os 90 dias de idade, e foi feito o controle do peso corporal (PC) durante o período de lactação (21 dias). Em seguida as ratas foram eutanasiadas, suas mandíbulas excisadas, fixadas em formol 10% (24h) e dissecadas, preservando-se a integridade da Articulação Têmporo-Mandibular. Foram analisados 22 segmentos baseados em pontos cefalométricos, em dezenove ratas fêmeas (cinco ratas fêmeas do grupo controle e sete ratas fêmeas dos grupos de restrição proteico-calórica e de restrição calórica), para avaliarmos o desenvolvimento mandibular nos sentidos vertical, horizontal e lateral. Para a análise estatística utilizamos o teste Kruskal-Wallis e o teste de comparações múltiplas de Dunn, considerando o valor de p≤ 0,05 como significativo. Foram observadas alterações no desenvolvimento mandibular, principalmente nos parâmetros comprimento e altura do corpo mandibular que apresentaram diferenças significativas nos grupos experimentais (RC e RPC), porém não houve diferença significativa no crescimento lateral da mandíbula. Em nosso estudo verficamos que a subnutrição materna durante o período de aleitamento promoveu alterações permanentes no desenvolvimento do corpo mandibular da prole, mesmo com a correção da dieta após o desmame
metadata.dc.description.abstractother: Malnutrition affects over 40% of children from underdeveloped countries. The effects in the offspring during lactation aren’t much studied. The aim of this study was to investigate the quantitative and qualitative changes in mandibular morphology in Wistar rats whose dams were malnourished during lactation. We used six female Wistar rats were divided into three groups: control (C) diet with 23% protein; Protein Energy-Restriction (PER): diet with 8% protein; Energy restriction (ER) diet with 23% protein in an amount restricted according to ingestion. After the lactation period (21 days), the female pups had free access to normal diet (23% protein) until 90 days of age, and was made the control of body weight (BW) during the lactation period (21 days). Then the rats were euthanized, their mandible excised, fixed in 10% formalin (24h) and dissected, preserving the integrity of the temporomandibular joint. We analyzed 22 segments based on cephalometric points in nineteen female rats (five female rats in the control group and seven female rats of groups of protein-calorie restriction and calorie restriction), to evaluate the development of the mandible in the vertical, horizontal and lateral. For statistical analysis we used the Kruskal-Wallis test and Dunn multiple comparison, considering a p-value ≤ 0.05 as significant. Observed changes in mandibular development, mainly in the parameters length and height of the mandibular body that showed significant differences in the experimental groups (ER and PER), but there wasn’t significant difference in the growth side of mandíbula. In our study we verified that maternal undernutrition during lactation promoted permanent changes in the development of mandibular body of the offspring, even with the correction of the diet after weaning .
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9452
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HUGO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO final 2.pdf878.02 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons