Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9477
Title: Promoção da saúde: o autocuidado no contexto de grupos de pessoas que vivem com doenças crônicas não transmissíveis
Other Titles: Health promotion: self-care in the context of groups of people living with chronic non-communicable diseases
Authors: Silva, Érika Monteiro da
metadata.dc.contributor.advisor: Sabóia, Vera Maria
metadata.dc.contributor.members: Berardinelli, Lina Márcia Miguéis
Valente, Geilsa Soraia Cavalcanti
Issue Date: 2018
Citation: Silva, Érika Monteiro da. Promoção da saúde: o autocuidado no contexto de grupos de pessoas que vivem com doenças crônicas não transmissíveis. 2018. 93 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018
Abstract: As Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) têm sido alvo das políticas públicas nos últimos anos, tendo em vista o aumento da morbimortalidade exigindo ações educativas a fim de minimizar complicações. Este estudo tem como objeto a repercussão dos grupos de ajuda mútua no processo de ensino-aprendizagem sobre o autocuidado, com pessoas que vivem com DCNT. Constitui-se como parte de uma pesquisa multicêntrica, desenvolvida em parceria com a Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Portugal. Objetivo geral: compreender a repercussão dos grupos de ajuda mútua em pessoas que vivem com DCNT da Clínica Comunitária de Família do Badú/Niterói-RJ, com foco no processo de ensino aprendizagem sobre autocuidado. Objetivos específicos: caracterizar o perfil sociodemográfico e de saúde desse grupo populacional específico; analisar o conhecimento dessas pessoas sobre o autocuidado e discutir a repercussão do grupo desses grupos na melhoria das condições de saúde dos participantes. Metodologia: Estudo multicêntrico, de natureza qualitativa, com abordagem da Pesquisa-ação Participativa em Saúde, desenvolvido na Clínica Comunitária de Família do Badú/Niterói-RJ. Os participantes foram pessoas idosas e adoecidas por DCNT, cadastrados nessa unidade de saúde que participam de grupos de ajuda mútua. As técnicas de produção de dados foram: roda de conversa, entrevista semiestruturada, observação participante e instrumento de avaliação do conhecimento e autocuidado para pessoas com problemas crônicos de saúde. Os dados foram analisados por meio da Análise de Conteúdo de Bardin, do tipo temática. Dessa forma, chegou-se a construção de três categorias analíticas: “O apoio emocional: vencendo os desafios”; “A construção coletiva do conhecimento e o autocuidado” e “O vínculo profissional e usuário: motivação para mudanças”. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética do HUPE, sob o número nº 455.393 no CAAE: nº 16413013100005259 de 2015. Resultados da pesquisa: Verificou-se a importância do planejamento de ações de ajuda mútua em grupo, visando melhorias na qualidade de vida de pessoas que vivem com DCNT. Tais atividades podem favorecer na reorientação de hábitos de vida, aumentando a adesão ao tratamento e estimulando o autocuidado por meio do fortalecimento do vínculo profissional-clientela. Considerações finais Os objetivos foram alcançados, os grupos de ajuda mútua foram avaliados de maneira positiva pelo participantes, uma vez que estimulam ao convívio social, dando suporte emocional para vencer desafios impostos pelas DCNT. O estudo poderá subsidiar futuras pesquisas sobre a temática utilizando abordagens participativas
metadata.dc.description.abstractother: Chronic non-communicable diseases (NCD) have been the focus of several public policies in the past years due to the increase in the morbimortality caused by them and requiring, thus, the implementation of social actions designed with the purpose of minimizing their complications. The subject of this study was obtained through researching the teaching-learning process of acquiring self-care within mutual aid groups whose members suffer from NCD. It is part of a multicenter research, developed in partnership with the School of Nursing of the University of State of Rio de Janeiro (UERJ) and the Higher School of Nursing of Coimbra, in Portugal. General objective: to understand the impact of the mutual aid groups in patients with NCD from the ClínicaComunitária de Família(Community Family Clinic) in Badú/Niterói-RJ, focusing on their teaching-learning self-care process. Specific objectives: to signalize the sociodemographic and helthcare profiles of this specific populational group; to analize the knowledge of these individuals about healthcare and to discuss the role of the groups in the improvement in the participants’ conditions. Methodology:multicenter study, of qualitative nature, with a research-action approach in the field of Healthcare research, developed in a Community Family Clinic in Badú/Niterói-RJ. The participants were elderly people who suffered from NDC, registered in this clinic, and who took part in mutual aid groups. The techniques used to collect data were: the setting of conversation circles, conducting semi-structured interviews, observing patients and the utilization of tools for evaluation of the individual knowledge and self-care of people with chronic diseases. Data analyses were based on Bardin’s methodology of thematic content analysis. Hence, three analytical categories were defined: “Emotional support: overcoming challenges”; “The collective aquistion of knowledge and self-care” and “The relationship between professionals and patients: motivating changes”. This study was approved by the Ethics Committee of the HUPE, under the number 455.393 in the CAAE: number 16413013100005259, in 2015. Research results:The importance of planning actions of mutual help in groups was verified, in view of improvements in the quality of life of people who live with NCD. The mentioned activities can help in the reorientation of life habits, increasing adherence to treatment and stimulating self-care through the strengthening of the professional-client relationship. Final considerations: The objectives were met.The mutual aid groups were positively evaluated by the patients, owing to the fact thatthey stimulated social interaction, providing, thus, emotional support that influenced the process of overcoming the challenges of living with the NDC. The study may support future research on the subject
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9477
Appears in Collections:PACCS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Erika Monteiro da Silva.pdf973.91 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons