Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9499
Title: Comportamento das concentrações de coliformes termotolerantes na lagoa costeira tropical Imboassica em contexto de urbanização no período de 1992 a 2006
Authors: Gutemberg, Ana Claudia Bliggs
metadata.dc.contributor.advisor: Ribeiro, Humberto Marotta
metadata.dc.contributor.advisorco: Damasco, Fernando Souza
metadata.dc.contributor.members: Carriello, Felix
Souza, Viviane Figueiredo
Nogueira, Leonardo Amora
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Gutemberg, Ana Claudia Bliggs. Comportamento das concentrações de coliformes termotolerantes na lagoa costeira tropical Imboassica em contexto de urbanização no período de 1992 a 2006. 2019. 55f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geografia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal Fluminense, 2019.
Abstract: O presente trabalho tem por objetivo analisar a relação entre coliformes termotolerantes nas águas de uma lagoa urbana costeira- Lagoa Imboassica, e o crescimento urbano que caracteriza o seu entorno, especificamente entre os anos 1992 a 2006. A lagoa está localizada na interface entre os municípios Macaé e Rio das Ostras, e sua bacia hidrográfica possui cerca de 56 km2, tendo como principal curso d’água o Rio Imboassica, com cerca de 14km de extensão e marca parte do limite entre os municípios citados. O uso da terra é predominantemente pastagem, com avanço da área urbana sobre a mesma, principalmente nas margens norte e nordeste da lagoa, de ocupação desordenada. Ao longo da série temporal, três períodos foram registrados por Marotta (2010): o primeiro, de 1992 a 1995, de menor urbanização; o segundo de 1999 a 2001 de acidificação; e o último, de 2003 a 2005, de eutrofização. O período de eutrofização coincidiu com os maiores índices pluviométricos, crescimento urbano mais acentuado e apenas um evento de abertura de barra. Neste período foram registradas as menores concentrações de coliformes termotolerantes, sugerindo que sucessivas aberturas artificiais de barra podem intensificar a degradação sanitária da lagoa.
metadata.dc.description.abstractother: This study aimed to analyzing the relationship between thermotolerant coliforms in the waters of Lago Imboassica and the urban growth that characterizes their environment, specifically in the period from 1992 to 2006. The lagoon is located at the interface between the Macaé and Rio municipalities of the Oysters, and its watershed is about 56 km2, having as main water course the River Imboassica, about 14 km long and marks part of the boundary between the mentioned municipalities. Land use is predominantly pasture, with urban area advancing over pasture, mainly on the north and northeast shore of the lagoon, of disordered occupation. Throughout the time series, three periods were recorded by Marotta (2010): the first, from 1992 to 1995, of less urbanization; the second from 1999 to 2001 of acidification; and the last, from 2003 to 2005, of eutrophication. The period of eutrophication coincided with the highest rainfall indices, urban growth more accentuated and only one event of bar opening. In this period, the lowest concentrations of thermotolerant coliforms were recorded, suggesting that the management could intensify the sanitary degradation of the lagoon.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9499
Appears in Collections:GGG - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - ANA CLAUDIA BLIGGS GUTEMBERG.pdfCOMPORTAMENTO DAS CONCENTRAÇÕES DE COLIFORMES TERMOTOLERANTES NA LAGOA COSTEIRA TROPICAL IMBOASSICA EM CONTEXTO DE URBANIZAÇÃO NO PERÍODO DE 1992 A 20063.58 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons