Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9505
Title: Itinerário terapêutico de pacientes encaminhados a um centro especializado em saúde do homem: reflexão de gênero em bioética
Authors: Machado, Carolina Pimentel
metadata.dc.contributor.advisor: Silva Júnior, Aluísio Gomes da
metadata.dc.contributor.advisorco: Ribeiro, Cláudia Regina
metadata.dc.contributor.members: Silva Junior, Aluisio Gomes da
Ribeiro, Claúdia Regina
Martins, Elizabeth Rose Costa
Costa, Alexandre da Silva
Issue Date: 2016
Citation: MACHADO, Carolina Pimentel. Itinerário terapêutico de pacientes encaminhados a um centro especializado em saúde do homem: reflexão de gênero em bioética. 2016. 84 f. Dissertação (Mestrado em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.
Abstract: Trata-se de um estudo sobre as reflexões bioéticas acerca das questões que envolvem o acesso da população masculina aos serviços de saúde, articuladas às desigualdades de gênero. A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem existe desde 2008, o que torna necessárias as discussões e reflexões sobre sua implementação. Entre as neoplasias, o câncer de próstata é o tipo mais predominante na população masculina, merecendo destaque nas discussões. Por esse motivo foi traçado o Itinerário Terapêutico de pacientes encaminhados ao Centro Atenção à Saúde do Homem na Policlínica Piquet Carneiro, após a realização da biópsia de próstata, com resultado positivo. Os sujeitos da pesquisa foram os homens para aproximar a realidade de saúde dessa população no país, tanto no que diz respeito a compreensão do processo saúde – doença, desigualdades de gêneros e as formas de organização do Sistema de Saúde. Trazendo como objetivos: Avaliar o perfil da clientela que busca atenção ao serviço de Assistência à Saúde do Homem; Discutir as facilidades e dificuldades do cesso; Demonstrar as consequências da Desigualdade de Gênero; Contribuir para o aperfeiçoamento da gestão e do cuidado à esta população. Na 1ª etapa foram analisados 142 prontuários, traçado as características dos pacientes no ano de 2014 e após foram feitas entrevistas com sete pacientes e traçado o itinerário terapêutico. Do total de 142 prontuários, cinco tiveram que ser excluídos por falta de dados para avaliação, desses 137, 61 pacientes o resultado foi positivo para Câncer correspondendo a um total de 44,5% e 76 pacientes tiveram o resultado negativo, correspondendo a 55,5% da amostra. O resultado da pesquisa mostrou que os pacientes ficam em média um ano e seis meses para ter acesso ao diagnóstico de câncer de próstata e um mês, após receber o diagnóstico, para ter acesso ao tratamento. Para auxiliar na analise de dados usamos analise de conteúdo e foram criadas três categorias: Desigualdade de gênero no Acesso a Saúde, Dificuldade de acesso ao Diagnóstico de Câncer de próstata e Facilidade de Acesso ao Tratamento. Por fim, destacou-se que as dificuldades de acesso encontradas pela população masculina não podem ser atribuídas de modo unilateral as suas questões sócios culturais uma vez que as políticas públicas também não atentaram para as demandas e necessidades dessa população.
metadata.dc.description.abstractother: This study refers to the bioethical reflection regarding the access problem and inequality of genders specifically in the masculine population. Taking into consideration that there is the National Policy of Whole Assistence to Men’s Health since 2008, it is recente, which makes necessary the discussion and reflections about the implementation of this Policy. Among the neoplasias, prostate câncer is the most predominant in the male population, deserving to highlight its discussion. For this reason it was tracked the Therapeutical Itinerary of patients forwarded to the Center Assistance of Men’s Health in Policlínica Piquet Carneiro, after the biopsy of prostate with positive result. The subjects of the research were men to approach the reality of health in this population in the country, both in terms of comprehension in the procedure health–disease, inequalities of genders and ways of organization of the Health System. Presenting as objective: Evaluate the profile of the clients that search for the attention of the service of Assistance to Men’s Health; Debate the advantages and difficulties of access; Demonstrate the consequences of gender inequality; Contribute to the improvement of the management and care to this population. In the 1st stage, 142 medical records were analyzed, tracing the profile of patients in 2014 and after interviews were made with seven patients and stroke the therapeutic itinerary. Of the total of 142 records, 5 had to be excluded for lack of data for evaluation, these 137, 61 patients the result was positive for cancer corresponding to a total of 44.5% and 76 patients had negative result, corresponding to 44,5% of the sample. The survey results showed that patients stay on average one year and six months to gain access to the diagnosis, and 1 month after receiving the diagnosis , to have access to treatment. Based on the analysis we were created three (3) major categories : Gender Disparities in Access to Health Lack of access to cancer diagnosis prostate and Treatment Access Facility. Finally, it was highlighted that the difficulties of access encountered by the male population should not be attributed unilaterally their socio cultural issues as the public policies also understood not the demands and needs of this population
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9505
Appears in Collections:PPGBIOS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carolina Pimentel Machado Dissertaçao.pdf1.62 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons