Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9509
Title: A construcionalização lexical SNLoc atributiva e sua instanciação no português
Authors: Aguiar, Milena Torres de
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Mariangela Rios de
metadata.dc.contributor.members: Rosário, Ivo da Costa do
Menezes, Vanda Maria Cardoso de
Cezario, Maria Maura da Conceição
Souza, Gisele Cássia de
Dias, Nilza Barrozo
Marques, Priscilla Mouta
Issue Date: 2015
Abstract: Baseados na Linguística Funcional Centrada no Uso, estudamos a construção SNLoc atributiva em uso no português contemporâneo, que resulta da forte integração de suas subpartes – SN e pronome adverbial locativo. Numa perspectiva pancrônica, tomamos como base o Corpus do Português, para a análise das sincronias do século XIV ao XIX, e o Corpus Discurso & Gramática, para investigarmos os usos do século XX. Através desses corpora, realizamos um estudo prioritariamente qualitativo, mas também quantitativo, dos usos de SNLoc, e com esse levantamento, comprovamos a hipótese de que SNLoc atributiva é um membro marginal da classe dos nomes do português, resultante de construcionalização lexical. A mudança linguística de que resulta tal esquema se inicia em contextos atípicos, nos usos dêiticos mais referenciais, como os dêiticos físicos (“quando eu tinha três anos... eu caí... aí tá até a cicatriz aqui...”) e os dêiticos catafóricos (“eu pretendo fazer um outro curso aí na universidade” ) . Através de usos como os dêiticos anafóricos (“tem uma passagem assim maneira da cozinha pra sala... com um balcãozinho... que a gente vai fazer um bar ali” ) e os dêiticos virtuais (“deixa o açúcar ficar moreno... aí bota o óleo... aí vai... bota a galinha... aí deixa a galinha lá...”), que configuram contextos críticos, sequências linguísticas em que surgem ambiguidades de sentido e forma, chega-se à construção SNLoc atributiva, em um contexto de isolamento. São casos como: “daí começaram a correr ... a correr ... a correr e o homem atrás dele ... daí depois ... ele pegou uma moça lá toda doida ...” Nessa construção há a cliticização do locativo, que se entrincheira ao SN, formando um novo esquema construcional da língua, no nível do léxico. Assim, o locativo unido ao SN assume um sentido de imprecisão e indefinição, distinto de seu sentido original, e juntos constituem a construção híbrida SNLoc atributiva, um novo par forma e sentido, um esquema de tipo endocêntrico, complexo, produtivo e parcialmente composicional, resultado de construcionalização lexical. A macroconstrução SNLoc atributiva, que tem uso recorrente no português contemporâneo, através de construtos de microconstruções, motivados por contextos semântico-pragmáticos específicos, tem produtividade maior na modalidade falada, em registros mais informais e em sequências de fundo narrativo.
metadata.dc.description.abstractother: Based on Usage-Based Linguistics, we study the SNLoc attributive construction in use in contemporary Portuguese, resulting from the strong integration of its subparts - SN and locative adverbial pronoun. In a panchronic perspective, it is taken as basis the Corpus of Portuguese, for the analysis of synchronicities of the fourteenth century to the nineteenth, and the Corpus Discurso & Gramática, to investigate the uses of the twentieth century. Through these corpora, we carried out a primarily qualitative, but also quantitative study of SNLoc uses, and with this survey, we confirmed the hypothesis that SNLoc attributive is a marginal member of the class of Portuguese names, resulting from lexical constructionalization. Thelinguistic change that results such scheme starts in untypical contexts, in deictic uses more references, such as physical deictic (“when I was three years old ... I fell ... so there is even the scar here...”) and cataphoric deictic (“I plan to do another course there at the university”). Through uses as anaphoric deictic (“there is a nice passageway from the kitchen to the living room ... with a small balcony ... that we will make a bar there”) and virtual deictic (“let the sugar turns brown ... then put the oil ... so on ... put the chicken ... then let the chicken there...”), which constitute critical contexts, linguistic sequences that arise ambiguities of meaning and form, it reaches to the SNLoc attributive construction, in an isolating context. There are cases like: “then started running ... running ... running and the man behind him ... then ... then he took a girl there totally crazy ... " In this contruction there is the cliticization of the locative, which entrenches to the SN, forming a new constructional scheme in the language, in the lexical level. Thus, the locative joint to the SN assumes a meaning of vagueness and uncertainty, distinct from its original meaning, and together constitute the hybrid SNLoc attributive construction, a new pair form and meaning, a endocentric type scheme, a complex, productive and partially compositional scheme, the result of lexical constructionalization. The SNLoc attributive macroconstruction, having recurrent use in contemporary Portuguese through constructs of microconstructions, motivated by semantic-pragmatic specific contexts, has increased productivity in spoken form, in more informal records and background narrative sequences.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9509
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Milena Torres de Aguiar.pdf1.24 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons