Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9520
Title: As progressões como conteúdo escolar no Colégio pedro II: programas de ensino e livros didáticos (1850-1931)
Authors: Neves, Thais Duarte
metadata.dc.contributor.advisor: Soares, Flávia dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Dassie, Bruno Alves
Oliveira, Ana Teresa de Carvalho Correa de
Issue Date: 2019
Citation: NEVES, Thais Duarte. As progressões como conteúdo escolar no Colégio pedro II: programas de ensino e livros didáticos (1850-1931). 2019. 218 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: A partir das primeiras atividades de ensino no Brasil, a Matemática possuía certa posição de destaque juntamente com o ensino da língua materna e da leitura. Seu papel na escolarização da população desde o século XIX vem sofrendo debates, tanto no que se refere à escolha de conteúdos a serem ensinados quanto à metodologia de ensino adotada. Percebeu-se que assuntos integrantes dos programas de ensino por muito tempo tiveram expressivas mudanças de enfoque ou de ênfase em relação aos demais tópicos da Matemática, conforme ocorrido com as Progressões Aritméticas e Geométricas. Ao tomar livros didáticos de Matemática atuais, as Progressões são conteúdos a serem ensinados na primeira ou segunda série do Ensino Médio, apresentadas logo após o ensino das funções logarítmicas. Entretanto, ao olhar para livros didáticos do século XIX e primeiras décadas do século XX, percebe-se que as Progressões tinham uma finalidade como conteúdo escolar diferenciada, servindo como pré- requisito para o conteúdo de logaritmos. Este trabalho tem como objetivo investigar de que forma as Progressões Aritméticas e Geométricas se configuraram dentro das propostas para o ensino de Matemática como um conteúdo escolar na escola secundária no século XIX e início do século XX a fim de identificar as mudanças e permanências em sua abordagem, suas relações com o ensino dos logaritmos e suas aplicações. Serão considerados como objetos de investigação livros didáticos utilizados no Brasil e, particularmente, aqueles adotados no Colégio Pedro II, instituição criada em 1837 como padrão para o ensino secundário no período do Império e de grande expressão também durante a primeira metade do século XX. O recorte temporal de seleção dos livros e programas de ensino do Colégio Pedro II inicia-se em 1850, ano do primeiro programa de ensino do Colégio, e se estende até 1931, último ano em que o programa de ensino indica livro a ser adotado.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9520
Appears in Collections:HEDUMAT - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_THAIS DUARTE.pdfDissertação de Mestrado14.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons