Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9527
Title: A batalha do impeachment/golpe: os sentidos de um sítio bélico de significância no discurso jornalístico
Authors: Perini, Rudá Da Costa
metadata.dc.contributor.advisor: Medeiros, Vanise Gomes de
metadata.dc.contributor.advisorco: Esteves, Phellipe Marcel da Silva
metadata.dc.contributor.members: Silva, Silmara Cristina Dela da
Glozman, Mara Ruth
Issue Date: 8-May-2019
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo geral refletir sobre o funcionamento do léxico no discurso jornalístico sobre política. Enquanto dispositivo teórico e analítico, esta pesquisa ancora-se no campo da Análise do Discurso materialista, tal como postulada por Michel Pêcheux na França, e reterritorializada por Eni Orlandi no Brasil. A partir desta perspectiva teórica, o engajamento da pesquisa em tela se dá com a identificação de uma regularidade lexical que nos levou à configuração do que indicamos como um sítio de significância, isto é, uma rede de sentidos conectados entre si e a um sentido central, nesse caso, o sentido de guerra. Nosso corpus se constitui a partir da seleção e recorte de dois materiais: 1) duas edições digitais de jornais, uma edição do jornal O Globo (18/04/2016) e outra de Brasil de Fato (18 a 20/04/2016). Este é o principal material analisado; 2) Capas da revista Época e manchetes de sites de notícia. Estes nos serviram como suporte para sustentar questões levantadas a partir das análises do material principal. A seleção do primeiro material se deve a três principais critérios: tratar-se de edições que noticiam o acontecimento tomado como ponto central de nossa investigação, a saber, a votação de admissibilidade do processo de impedimento da ex-presidenta Dilma Rousseff ocorrida na Câmara dos Deputados no dia 17/04/2016; serem jornais que produzem uma autoimagem de que tem posicionamento político oposto; e pertencerem a esferas midiáticas distintas (o primeiro é considerado um veículo da chamada grande mídia e o segundo é considerado como mídia alternativa). Portanto, para compreender o discurso jornalístico, encontramos na noção de discurso sobre um ponto de partida teórico o qual nos leva a refletir sobre o lugar de onde os jornais produzem discurso ao falar sobre o acontecimento. Nessa visada, a votação do processo de impedimento contra Dilma é entendida aqui como um acontecimento histórico e jornalístico cujo movimento de significação se dá de modo dividido, dando a ver a tensão entre posições discursivas identificadas a formações discursivas antagônicas. Por esse motivo optou-se por denominar aqui o acontecimento de impeachment/golpe. A denominação impeachment/golpe sinaliza o modo dividido como se constrói o referente discursivo no discurso jornalístico através do jogo de denominações e projeções imaginárias. Como contribuição teórica, fizemos duas apostas: a primeira se dá no investimento teórico na noção de sítio de significância; a segunda, na articulação entre os conceitos de enunciado dividido e heterogeneidade enunciativa. Buscamos, com isso, compreender os processos discursivos que se instauram no discurso jornalístico sobre política significando-a como guerra
metadata.dc.description.abstractother: The purpose of this work is to investigate the functioning of the lexicon in the journalistic discourse about politics. This research is affiliated to the theoretical field of Material Discourse Analysis as postulated by Michel Pêcheux in France, and by Eni Orlandi in Brazil. It is anchored on this theoretical and analytic perspective, the commitment of this research came out from a lexical regularity which brought us to the configuration of what we indicate as a site of significance – this web of senses connected to each others and to one central sense, in our case, the sense of war. To compose our corpus we selected two materials: 1) two digital editions of newspapers, one edition of the newspaper O Globo (04/18/2016) and one edition of the newspaper Brasil de Fato (04/18/2016 to 04/20/2016). This is the main material analyzed; 2) Some covers of the magazine Época and headlines of news sites. These served as a support to sustain a question raised from the analyzes of the main material. The selection of the main material was made following three rules: the newspapers bring up news about the impeachment of the former president Dilma Rousseff (this event considered as our starting point of this investigation); the newspapers that produce a self-image that has opposite political position; the newspapers have different media position. Therefore, from the notion of discourse about as a starting point to understand the journalistic discourse, we will ponder about the position from which the newspapers produce discourse when mentioning this political event. From this point of view, the voting of the admissibility of the process of impeachment against Dilma is understood here as an historical and journalistic event which movement of signification occurs in a divided way, showing the tension between antagonistic discursive formation. For this reason, we choose to call the event of impeachment/coup, showing the disputed discursive object in the newspapers. The name impeachment/coup signals the divided mode as each newspaper constructs the discursive referent through the game of naming and imaginary projections. About the theoretical contributions, we have made two bets: the first occurs in the theoretical investment in the notion of site of significance; the second, in the articulation between the notion of divided utterance and the notion of enunciative heterogeneity. Thus, this work aims to investigate the discursive processes that are established in the journalistic discourse about politics, meaning it as a war
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9527
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Rudá Perini_pósdefesa_revisada_final.pdf1.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.