Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9528
Title: Gênero é superinteressante: efeitos de sentido sobre o masculino e o feminino no discurso de divulgação científica
Authors: Guimarães, Elisa De Magalhães E
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Silmara Cristina Dela Da
metadata.dc.contributor.members: Baalbaki, Angela
Grigoletto, Evandra
Issue Date: 13-May-2018
Abstract: Filiado ao quadro teórico-metodológico da Análise do Discurso de linha francesa desenvolvida por Michel Pêcheux, a presente dissertação tem como objetivo empreender uma análise acerca da forma como as características e os papéis sociais atribuídos a homens e mulheres são questionados ou naturalizados no discurso de divulgação científica. Para isto, selecionamos como objeto de estudo reportagens de capa da revista Superinteressante que abordam temas relativos a gênero, sexualidade e comportamento. O corpus consiste em 14 reportagens espalhadas por 12 edições da revista, trabalhadas com base em quatro perguntas centrais: 1) qual imagem de ciência comparece em Superinteressante?; 2) quais imagens de masculino e feminino/homem e mulher comparecem em Superinteressante?; 3) para Superinteressante, as diferenças entre homens e mulheres se dão devido a fatores biológicos ou ideológicos?; e 4) como Superinteressante leva em conta a questão do feminismo e da possibilidade de igualdade entre os sexos?. Tomando o sujeito como clivado e interpelado pela ideologia, e o sentido como também determinado ideologicamente e sempre passível de deslizamento, procuramos compreender como é constituído e posto em funcionamento um determinado discurso institucional a respeito do que significa ser homem ou mulher. Superinteressante é a principal revista de divulgação de ciência e tecnologia do Brasil, muito embora suas reportagens também abordem outras áreas, como artes e cultura pop. Em suas páginas, a revista mobiliza uma memória de ciência e de gênero constituída, no Ocidente, no começo da era moderna, gerando efeitos de sentido que apontam para um conhecimento científico unívoco e infalível e para uma naturalização do binarismo de gênero e das funções sociais comumente atribuídas, em nossa formação social, a homens e mulheres. Entre outros efeitos de sentido possíveis, o discurso da revista aponta para uma correlação entre masculino/atividade e feminino/passividade, para uma culpabilização da mulher por males como o próprio machismo, para uma diferenciação natural na forma como homens e mulheres se comportam em diversas esferas da vida social e para uma suposta ineficácia de movimentos políticos como o feminismo. Embora, em alguns momentos, a revista reconheça a desigualdade entre homens e mulheres e admita alguma possibilidade de mudança, como, por exemplo, no caso da violência sexual, ao mobilizar a ideia de um progresso científico contínuo e um imaginário de gênero como um imperativo biológico, Superinteressante produz um trabalho de eternização segundo o qual as relações de gênero tais quais as conhecemos são o ápice do desenvolvimento humano, faltando apenas solucionar uns poucos problemas
metadata.dc.description.abstractother: Affiliated to the theoretical and methodological framework of the French school of Discourse Analysis founded by Michel Pêcheux, the present dissertation aims to perform an analysis of how the characteristics and social roles attributed to men and women are questioned or naturalized in scientific journalism. In order to do that, we have selected as our object of study cover stories ran by Superinteressante magazine on topics pertaining to gender, sexuality and general behavior. The corpus is comprised of 14 stories published in 12 issues of the magazine and was analyzed in accordance with four central questions: 1) which image of science appears in Superinteressante?; 2) which images of masculinity and femininity/men and women appear in Superinteressante?; 3) to Superinteressante, the differences between men and women exist due to biological or ideological factors?; and 4) how does Superinteressante take feminism and the possibility of equality between the sexes into account?. Based on an understanding of the subject as split and interpellated by ideology, and of meaning as also ideologically determined and constantly subjected to the possibility of change, we aim to comprehend how an institutional discourse on what it means to be a man or a woman is constituted and put into action. Superinteressante is the main science and technology magazine in Brazil, even though its stories also approach other topics, such as art and pop culture. In its pages, the magazine mobilizes a memory of science and gender constituted, in the West, in the beginning of the modern era, producing effects of meaning that point to a univocal and infallible scientific knowledge, and to a naturalization of the gender binary and of the social roles normally attributed to men and women in our social formation. Among other possible effects of meaning, the magazine’s discourse points to a correlation between masculine/activity and feminine/passivity, to a culpabilisation of women for issues such as sexism itself, to a natural differeniation between the behaviour of men and women in different parts of social life and to an alledged lack of effectviness of political movements such as feminism. Although, eventually, the magazine recognizes the inequality between men and women and admits some possibility of change, for instance, in relation to sexual violence, by mobilizing the notion of a continuous scientific progress and an imaginary of gender as a biological imperative, Superinteressante produces a work of eternization according to which the relations between genders as we know them are the apex of human development, with only a handful of issues that still need solving
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9528
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - ELISA DE MAGALHÃES E GUIMARÃES.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.