Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9533
Title: Baile do Viaduto de Madureira: estratégias de territorialização através da cultura
Authors: Nascimento, Marina Marçal do
metadata.dc.contributor.advisor: Madeira Filho, Wilson
metadata.dc.contributor.members: Madeira Filho, Wilson
Veras, Cristiana Vianna
Conti, Marcelino
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: NASCIMENTO, Marina Marçal do. Baile do Viaduto de Madureira: estratégias de territorialização através da cultura. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2013.
Abstract: Este trabalho propõe um estudo acerca da valorização da cultura em apropriações informais sob espaços públicos urbanos, a fim de que seja consolidado um planejamento interdisciplinar com estratégias possíveis e políticas de desenvolvimento urbano que pensem efetivamente no todo. Como objeto do estudo temos o “Espaço Cultural Rio Hip Hop Charme”, embaixo do viaduto Negrão de Lima, em Madureira, bairro do subúrbio do município do Rio de Janeiro. No território em questão é realizado um baile charme semanal como meio de proporcionar lazer aos moradores, preservar a cultura local e resistir a uma política de territorialização que, por vezes, ainda distribui os impactos socioambientais de acordo com os estratos sociais. A monografia se subdivide em cinco capítulos. No Capítulo 1 é descrito o processo de chegada dos negros vindos da África e a migração, em sua grande maioria, para os subúrbios do Rio de Janeiro, incluindo o bairro de Madureira. No Capítulo 2 analisamos o desenvolvimento do bairro enquanto metonímia da circulação do capital. No Capítulo 3 é levantada a questão da relação entre subúrbio e a injustiça ambiental nas políticas urbanas. No Capítulo 4 debate-se a construção da identidade cultural no território em questão. No Capítulo 5 analisamos a experiência de territorialização através da cultura debaixo do Viaduto de Madureira. Nas considerações finais destacamos os aspectos positivos desta apropriação informal como meio de proporcionar utilidade ao espaço residual e interação com o meio urbano.
metadata.dc.description.abstractother: This work proposes a study on the value of culture in informal appropriations under urban public spaces to an interdisciplinary planning with possible strategies and policies for urban development that think effectively in whole. As the object of study has the “Espaço Cultural Rio Hip Hop Charme” beneath the overpass Negrão de Lima in Madureira, a neighborhood on suburb of Rio de Janeiro. The territory in question performs a party that plays the rhythm “charme” weekly as a means of providing entertainment to residents, preserve local culture and resist a territorial policy that, sometimes, still distributes the environmental impacts according to social strata. The monograph is divided into five chapters. Chapter 1 describes the arrival process of blacks from Africa and migration, mostly, to the suburbs of Rio de Janeiro, including the neighborhood of Madureira. In Chapter 2 we analyze the neightboorhood's development as a metonym of the circulation of capital. In Chapter 3 raises the issue of the relationship between suburban and environmental injustice in urban policies. In Chapter 4 we discuss the construction of cultural identity in the territory in question. In Chapter 5 we analyze the experience of territorialization through culture under the Madureira’s Viaduct. In the final considerations highlight the positive aspects of this informal ownership as a means of providing utility residual space and interaction with the urban environment.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9533
Appears in Collections:SGD - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_Marina Marçal do Nascimento_Viaduto.pdf2.62 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons