Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9607
Title: O trabalho do serviço social e a articulação à reforma psiquiátrica brasileira no contexto do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS): desafios e possibilidades
Authors: Santos, Rayanne Tropiano dos
metadata.dc.contributor.advisor: Lopes, Viviane Aparecida Siqueira.
metadata.dc.contributor.members: Lopes, Viviane Aparecida Siqueira.
Monteiro, Fernanda de Oliveira
Coelho, Maria Clélia Pinto
Issue Date: 10-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: SANTOS, Rayanne Tropiano dos. O trabalho do serviço social e a articulação à reforma psiquiátrica brasileira no contexto do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS): desafios e possibilidades. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional. Campos dos Goytacazes, 2018.
Abstract: Esse trabalho monográfico visa analisar os Centros de Atenção Psicossociais (CAPS), enquanto dispositivo estratégico de desinstitucionalização, e o trabalho do Serviço Social diante a este propósito. No primeiro momento é realizada uma análise sócio-histórica sobre, os significados do sofrimento psíquico e os modelos de tratamento a ele dirigidos, perpassando as críticas e transformações destes modelos, que constituíram as bases de reflexões e transformações da assistência à saúde mental no Brasil. É enfatizada a presença dos CAPS como indicador de desinstitucionalização da saúde mental, embora sejam também sinalizadas as fragilidades vigentes. No segundo momento, é analisado o trabalho do Serviço Social no contexto dos CAPS, sendo articulado os princípios do Código de Ética profissional às diretrizes da Reforma Psiquiátrica Brasileira. Ainda sobre o trabalho do Serviço Social, é apresentada a implantação do Teatro do Oprimido, como uma estratégia em sintonia com o Projeto Ético-político profissional e as diretrizes da Reforma Psiquiátrica.
metadata.dc.description.abstractother: This monograph aims at analyzing the Psychosocial Care Centers (CAPS), as a strategic device for deinstitutionalization, and the work of Social Work in this regard. In the first moment the meanings of psychic suffering and the models of treatment addressed to it are analyzed socio-historically, crossing the criticisms and transformations of these models, which formed the basis for reflections and ransformations of mental health care in Brazil. The presence of CAPS as an indicator of the deinstitutionalization of mental health is emphasized, although the current fragilities are also indicated. In the second moment, the professional practice in the context of the CAPS is analyzed, and articulates the principles of the Professional Code of Ethics with the guidelines of the Brazilian Psychiatric Reform. Also is presented the implantation of the Theater of the Oppressed, as a strategy in articulation with the Professional Ethical-Political Project and the guidelines of the Psychiatric Reform.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9607
Appears in Collections:SGM - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TFC 2018 Rayanne Tropiano dos Santos.pdf969.45 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons