Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9618
Title: Vivências negras e trabalho do cuidado: uma análise consubstancial sobre as trajetórias de mulheres negras no mercado de trabalho em Campos dos Goytacazes/RJ
Authors: Silva, Pauline Aparecida Ildefonso Ferreira da
metadata.dc.contributor.advisor: Almeida, Érica Terezinha Vieira de
metadata.dc.contributor.members: Cruz, José Luis Viana da
Reis, Maria Clareth Gonçalves
Issue Date: 2018
Abstract: Esta dissertação pretende problematizar a consubstancialidade das relações sociais (classe, raça e gênero) mediadas pelo mercado de trabalho em Campos dos Goytacazes. Nosso objetivo é revelar as relações da mulher negra com o mercado de trabalho na atualidade e discutir de que forma, as trajetórias de vida dessas mulheres na cidade podem revelar particularidades ainda pouco sensíveis ao olhar das políticas públicas. Pretendemos mergulhar no cotidiano das mulheres negras no contexto dinâmico e plural das relações sociais construídas historicamente por este grupo social e que tem como mediação central, embora não única, a inserção no mercado de trabalho. Este trabalho se dividirá em três capítulos: - uma primeira que tem como objetivo apresentar o debate teórico –metodológico sobre o conjunto de conceitos que serão utilizados de modo a contribuir para a apropriação desta perspectiva nas pesquisas que articulam classe, gênero e raça na produção do fenômeno da desigualdade e da opressão; um segundo capítulo com objetivo de pensarmos as questões referentes a formação da classe trabalhadora urbana no pós abolição e os novos arranjos inseridos pelo novo modelo de acumulação no Brasil que espelha na história da cidade de Campos com olhar voltado para as consubstancialidades deste processo, juntamente com os registros quantitativos apresentados pelo Retrato da Desigualdade de Gênero e Raça no Brasil (IPEA, 2017), em especial, os indicadores de mercado de trabalho e escolaridade. E uma última seção que tratará da consubstancialidade no mercado de trabalho em Campos dos Goytacazes na atualidade, sem perder de vista o legado da escravidão e os sucessivos processos de expropriação empreendidos pela modernização conservadora no século XX. Para dar conta desta análise optamos por uma pesquisa quanti-qualitativa para dar conta das profundas complexidades das vivencias negras. Por isso, nossa base quantitativa firma-se no IBGE(Censo,2010) e Micro dados ( 2005- 2015) , assim como os resultados da pesquisa realizada com os beneficiários do Programa de Transferência de Renda Bolsa Família no município nos anos de 2010. (ALMEIDA, 2012) , Relatório das Desigualdades de Raça e Gênero/IPEA 2017e Relatório anual das desigualdades raciais no Brasil 2007- 2010. Na perspectiva qualitativa, optamos por entrevistas semiestruturadas com perguntas abertas e fechadas. As cinco mulheres que aceitaram participar da pesquisa trouxeram a riqueza e o vigor de vida que os dados numéricos são incapazes de captar. Nosso objetivo é revelar as relações da mulher negra com o mercado de trabalho na atualidade e discutir de que forma, as trajetórias de vida dessas mulheres na cidade podem revelar particularidades ainda pouco sensíveis ao olhar das políticas públicas. Mergulharemos então no cotidiano das mulheres negras no contexto dinâmico e plural das relações sociais construídas historicamente por este grupo social e que tem como mediação central, embora não única, a inserção no mercado de trabalho.
metadata.dc.description.abstractother: This dissertation aims to problematize the consubstantiality of social relations (class, race and gender) mediated by the labor market in Campos dos Goytacazes. Our objective is to reveal the relations of the black woman with the labor market in the present time and to discuss in what way, the life trajectories of these women in the city can reveal peculiarities still not very sensitive to the look of public policies. We intend to delve into the daily life of black women in the dynamic and plural context of social relations historically built by this social group and whose central mediation, although not unique, is insertion in the labor market. This work will be divided into three chapters: - a first one that aims to present the theoretical-methodological debate about the set of concepts that will be used in order to contribute to the appropriation of this perspective in research that articulates class, gender and race in the production of phenomenon of inequality and oppression; a second chapter with the objective of thinking about the issues concerning the formation of the urban working class in the post abolition and the new arrangements inserted by the new model of accumulation in Brazil that reflects in the history of the city of Campos with a view towards the consubstantialities of this process, together with the quantitative records presented by the Portrait of Gender and Race Inequality in Brazil (IPEA, 2017) in particular, indicators of labor market and schooling.And one last section that will deal with the consubstantiality in the labor market in Campos dos Goytacazes today, without losing sight of the legacy of slavery and the successive expropriation processes undertaken by conservative modernization in the twentieth century.In order to account for this analysis, we opted for quantitative-qualitative research to account for the deep complexities of black experiences. Therefore, our quantitative base is based on the IBGE (Census, 2010) and Micro data (2005-2015), as well as the results of the survey carried out with the beneficiaries of the “Bolsa Família” Income Transfer Program in the municipality in the years of 2010. (ALMEIDA, 2012), Report on Race and Gender Inequalities / IPEA 2017e Annual Report on Race Inequalities in Brazil 2007- 2010. From a qualitative perspective, we opted for semistructured interviews with open and closed questions. The five women who agreed to participate in the survey brought the richness and vigor of life that numerical data are unable to capture. Our objective is to reveal the relations of the black woman with the labor market in the present time and to discuss in what way, the life trajectories of these women in the city can reveal peculiarities still not very sensitive to the look of public policies. We will then immerse ourselves in the daily life of black women in the dynamic and plural context of social relations historically constructed by this social group and whose central, although not unique, mediation is insertion in the labor market.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9618
Appears in Collections:PPGDAP - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pauline Aparecida Ildefonso Pereira da Silva.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons