Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9676
Title: A Educação Física e a inclusão do deficiente na escola regular
Authors: Gomes, Joana Apolinária
metadata.dc.contributor.advisor: Muniz, Neyse Luz
metadata.dc.contributor.members: Vianna, Aurélio Pitanga
Terra, Dinah Vasconcelos
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Vilela, Isabela Pinto. A importância do conteúdo sobre necessidades educacionais especiais no currículo de formação do professor de Educação Física. 2016. 34f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Instituto de Educação Física, Universidade Federal Fluminense. 2016.
Abstract: No Brasil a preocupação com a inclusão do deficiente na escola regular ganha força em 1996 quando ocorre a promulgação da atual Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (Lei 9394). No que se refere a educação física escolar, sua histórica intencionalidade na seleção de talentos que impossibilitava a participação na aula de alunos considerados não habilidosos a tornava um espaço de exclusão. No entanto, no início dos anos 90, com a chegada de movimentos educacionais que abrem espaço para o respeito à individualidade e ao tempo de aprendizagem, surge a oportunidade do desenvolvimento de aulas que possibilitam a participação e aprendizagem de todos os alunos, deficientes e não deficientes. Nesse contexto, esse trabalho monográfico teve como objetivo identificar as possibilidades de um trabalho inclusivo nas aulas de educação física escolar, além de destacar a importância do respeito às limitações de cada pessoa. Por meio de uma pesquisa exploratória de cunho qualitativo, percebemos que ainda existem obstáculos a serem superados para que a inclusão se torne uma realidade na maioria das escolas brasileiras. Evidenciamos que incluir não se restringe a matricular deficientes nas escolas regulares, mas implementarmos um processo educacional que possibilite um convívio respeitoso com a diferença, aceitando o outro como ele é, e que envolvam valores e normas sociais não discriminatórias. Nesse caminho a aula de educação física pode adotar a cooperação e a superação de limites como perspectiva para o entendimento de que apesar das diferenças todos somos capazes e importantes numa sociedade inclusiva.
metadata.dc.description.abstractother: In Brazil the concern with the inclusion of people with disabilities in the mainstream school gains strength in 1996 when the enactment of the current guidelines and Bases of Brazilian education (Law 9394). With regard to school physical education, their historic intentionality in the selection of talents that made it impossible to participate in class of students considered skilled not made her a space of exclusion. However, in the early 90, with the arrival of educational movements which open room for respect for individuality and learning time, the chance of developing lessons that enable participation and learning of all students, disabled and non-disabled. In this context, this monographic work aims to identify the possibilities of an inclusive work in school physical education classes, as well as highlight the importance of the respect of the limitations of each person. Through an exploratory research of qualitative nature, we realize that there are still obstacles to be overcome so that the inclusion becomes a reality in most schools. It was shown that include not restricted to enroll disabled regular schools, but implementing an educational process that allows a respectful coexistence with the difference, accepting the other as he is, and involving non-discriminatory social norms and values. In this way the physical education class can adopt the cooperation and the overcoming of limits as perspective for the understanding that despite the differences we are all capable and important in an inclusive society.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9676
Appears in Collections:GGJ - Trabalhos de Conclusão de Curso



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.