Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9692
Title: Padrões funcionais dos pronomes locativos em textos opinativos do século XVIII ao XX
Authors: Santos, Monique Petin Kale dos
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Mariângela Rios de
metadata.dc.contributor.members: Oliveira, Mariângela Rios de
Menezes, Vanda Maria Cardozo de
Wilson, Victoria
Issue Date: 2013
Abstract: Sob o enfoque do funcionalismo linguístico, nos termos de Givón (2001), Bybee (2003), Furtado da Cunha, Oliveira e Martelotta (2003) e Traugott e Dasher (2005), propomos a análise dos padrões de uso dos pronomes locativos aí, aqui, ali, lá, cá, bem como dos seus aglutinados daqui, dali e daí. A definição dos locativos como objeto de estudo se deve à alta alta freqüência com que são usados em relação aos demais membros da classe adverbial, conforme propõe Givón (2001). Nossos corpora constituem-se em textos de cunhos opinativos produzidos no Brasil e em Portugal entre o século XVIII e o século XX. A fim de uma maior exatidão na interpretação e comparação dos dados, selecionamos em cada sincronia duas obras críticas, a saber: do século XVIII, Reflexão sobre as Vaidades dos homens, de Matias Aires e Verdadeiro Método de Estudar, de Luis António Verney; do século XIX, Segundo livro de crítica: arte e litteratura portugueza d'hoje : (livros, quadros e palcos), de Luciano Cordeiro e Críticas, de Machado de Assis; do século XX, Formação da Literatura Brasileira (Momentos decisivos) 1o. Volume (1750-1836), de Antônio Candido e Nós e a Europa: ou as duas razões, de Eduardo Lourenço. Desse modo, observamos nos materiais analisados: 1) aspectos de mudança e variação ocorridos nesta época; 2) a ordem dos pronomes adverbiais locativos em relação ao verbo da sentença; 3) a polissemia que caracteriza seus usos; 4) e o processo de gramaticalização sofrido pelos locativos. Através dos resultados obtidos, confirmamos algumas de nossas hipóteses, a saber: 1) as posições pré-verbais revelam-se mais frequentes no século XVIII e as pós-verbais tornam-se mais recorrentes a partir do século XIX; 2) a posição contígua à direita do verbo é considerada a ordenação não-marcada do português atual (Martelotta, 2006); 3) quanto à referenciação dos pronomes locativos, estes tendem à articulação de sentido abstrato textual; 4) em relação à foricidade, grande maioria encontra-se em sentenças anafóricas; 5) o frame não-espacial mostrou-se mais recorrente em virtude das características do gênero opinativo.
metadata.dc.description.abstractother: Under the focus of the linguistic functionalism, according to Givón (2001), Bybee (2003), Furtado da Cunha, Oliveira and Martelotta (2003) and Traugott and Dasher (2005), we propose the analysis of usage patterns of locative pronouns aí, aqui, ali, lá, cá, as well as its agglutinated daqui, dali e daí. The definition of locative as object of investigation is due to the high frequency that they are used in relation to other members of the adverbial class, as proposed by Givón (2001). Our corpora consist in opinionated texts produced in Brazil and Portugal between the eighteenth and twentieth century. In order to greater accuracy in the interpretation and comparison of data, we selected two literary works in each synchronism, namely: from the eighteenth century, Reflexão sobre as Vaidades dos homens, from Matias Aires and Verdadeiro Método de Estudar, from Luis António Verney; from the nineteenth century, Segundo livro de crítica: arte e litteratura portugueza d'hoje : (livros, quadros e palcos), from Luciano Cordeiro and Críticas, from Machado de Assis; from twentieth century, Formação da Literatura Brasileira (Momentos decisivos) 1o. Volume (1750-1836), from Antônio Candido and Nós e a Europa: ou as duas razões, from Eduardo Lourenço. Thus, we observe in the materials analyzed: 1) aspects of change and variation that occurred at that time; 2) the order of the locative adverbial pronouns in relation to the verb of the sentence; 3) the polysemy that characterizes their usage; 4) and the process of grammaticalization experienced by locatives. Through our research, we have confirmed some of our hypothesis, namely: 1) pre-verbal positions were more frequent on the eighteenth century and the post verbal on the nineteenth century; 2) the position adjacent to the right of the verb is considered the unmarked ordering the Portuguese current (Martelotta, 2006); 3) regarding the reference, the pronouns tend to be articulated in textual abstract sense; 4) anaphoric sentences are more frequent; 5) the frame non- spacial was more applicant by virtue of the characteristics of the genre opinionated.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9692
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação (1) FINAL____IMPRESSÃO 1.pdf718.86 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons