Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9695
Title: Regência verbal em textos jornalísticos : variação e norma
Authors: Guida, Aline Arruda
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Edila Vianna da
metadata.dc.contributor.members: Silva, Edila Vianna da
Cavaliere, Ricardo Stavola
Rodrigues, Violeta Virgínia
Issue Date: 2013
Abstract: A língua sofre influência de vários fatores, tanto estruturais quanto sociais, uma vez que é empregada de diversas formas pelos falantes. A sociolinguística procura estudar essa heterogeneidade inerente às línguas. Nesse contexto, a presente dissertação analisa, na perspectiva da sociolinguística, o comportamento dos verbos chegar e assistir no Português do Brasil, no que concerne à regência, em alguns gêneros textuais do domínio jornalístico. Procuramos averiguar se ocorre variação regencial no emprego desses dois verbos ou se o uso da norma padrão é predominante na produção dos textos analisados. Discutimos, com essa finalidade, tópicos como: a concepção de língua e suas variações; a importância da sociolinguística; o conceito de gênero e suas diferentes modalidades textuais; o ensino tradicional e o papel dos linguistas e da escola segundo a proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa. Os resultados obtidos comprovam a hipótese de que os verbos sofrem variação quanto ao uso da regência por apresentarem mais de uma possibilidade de uso dentro do mesmo contexto jornalístico. No entanto, o maior número de ocorrências dos usos linguísticos coincide com a norma padrão, recomendada pela gramática tradicional. Dessa maneira, esta pesquisa defende que esses textos jornalísticos devem ser usados no processo de ensino-aprendizagem, não só porque são textos de grande circulação social, condizentes com a norma padrão tradicional, como também servem de material de estudo para que os alunos reconheçam as diferentes variantes desses verbos no que concerne à regência verbal.
metadata.dc.description.abstractother: The language is influenced by many factors, both structural and social, since it is used in various ways by speakers. The sociolinguistic theory studies this heterogeneity inherent in language. In this context, this paper analyzes, in the perspective of sociolinguistics, the behavior of the verbs chegar e assistir in Portuguese of Brazil, concerning the regency, in some textual gender in the field of journalism. We seek to ascertain whether there is variation in the regency of this verbs or the use the default standard in the production of texts analyzed is prevalent. We discussed, for this purpose, such topics as: the conception of language and its variations; the importance of sociolinguistics; the concept of gender and its different textual modalities; traditional teaching and the role of linguists and school according to the proposal of the National Curriculum Portuguese. These findings support the hypothesis that the verbs undergo variation in the use of the regency for having more than one possible use within the same journalistic context. However, the largest number of occurrences of linguistic usage coincides with the standard norm recommended by traditional grammar. Thus, this research argues that these journalistic texts should be used in the teaching-learning process, not only because texts are of great social movement, consistent with standard traditional pattern, but also serve as study material for students to recognize the different variants of these verbs with regard to verbal regency.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9695
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO.pdf3.24 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons