Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9724
Title: A representação social da criança sobre o trabalho
Authors: Conceição, Natalia Luiza da
metadata.dc.contributor.advisor: Pinto Junior, Antonio Augusto
metadata.dc.contributor.advisorco: Borges, Maria Elisa Siqueira
metadata.dc.contributor.members: Alves, Priscila Pires
Issue Date: 2018
Citation: CONCEIÇÃO, Natalia Luiza da. A representação social da criança sobre o trabalho. 2018. 51f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia)-Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Fluminense, 2018.
Abstract: Esta monografia tem como objetivo compreender as representações sociais de crianças sobre o trabalho. Inicialmente, buscou-se apresentar as transformações sobre a concepção de infância ao longo do tempo, o conceito de brincar e sua presença no desenvolvimento, além de suas contribuições para a atividade laboral. Da mesma forma, buscou-se conceituar a atividade de trabalho ressaltando que para o sujeito exercê-la, ele deve ter em sua infância um ambiente que facilite seu desenvolvimento como um sujeito brincante, definido pelo não-trabalho, para só posteriormente, quando atingir a vida adulta, adentrar no mundo do trabalho. Para a investigação das representações sociais, foi realizada uma pesquisa qualitativa, de corte transversal, por meio da aplicação do Procedimento de Desenhos-Estórias com Tema em dez (10) crianças inseridas numa atividade de balé. A análise dos dados fundamentou-se na interpretação dos desenhos e histórias dos participantes a partir de categorias especialmente definidas para a compreensão das representações das participantes desse estudo sobre o trabalho. Os resultados mostram duas representações, sendo a primeira que se refere ao trabalho como uma realização de desejo em que a partir de uma situação problema, a atividade do trabalho é percebida como meio para a satisfação do que se almeja. E a segunda representação apresenta o campo do trabalho vinculado à ideia de arte, prazer e área do brincar.
metadata.dc.description.abstractother: This monograph aims to understand the social representations of children about work. Initially, it was tried to present the transformations on the conception of childhood over time, the concept of play and its presence in the development, besides its contributions to the work activity. In the same way, we sought to conceptualize the work activity by stressing that for the subject to exercise it, he should have in his childhood an environment that facilitates his development as a gibbering subject, defined by nonwork, only later when he reaches adulthood into the world of work. For the investigation of social representations, a qualitative cross-sectional study was carried out by applying the Drawings-Story with Story Procedure in ten (10) children inserted into a ballet activity. The analysis of the data was based on the interpretation of the drawings and stories of the participants from categories specially defined for the understanding of the representations of the participants of this study about the work. The results show two representations, the first one that refers to work as an achievement of desire in which from a problem situation, the work activity is perceived as a means to the satisfaction of what is desired. And the second representation presents the field of work linked to the idea of art, pleasure and play area.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9724
Appears in Collections:VGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natália Luiza da Conceição - ATA.pdf250.48 kBAdobe PDFView/Open
Natalia Luiza da Conceição - TCC.pdf877.98 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons