Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9741
Title: Nós de cartografia variável, por ora geografia de rebeldes
Authors: Medeiros, Caio Di Palma de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Calvão, Dalva
metadata.dc.contributor.members: Calvão, Dalva
Ruas, Luci
Maffei, Luís
Issue Date: 2013
Abstract: Em Nós de cartografia variável, o texto toma para si a imagem de uma viagem por três mapas distintos da trilogia Geografia de Rebeldes, de Maria Gabriela Llansol. Nos trajetos da primeira carta, discutem-se os aspectos contemporâneos e neobarrocos do projeto estético da escritora portuguesa, com ênfase n'O Livro das Comunidades. No segundo mapa, discute-se os princípios fenomenológicos e existencialistas que se irradiam sobre o ethos das figuras em transmigrações n'A Restante Vida, atingindo-se o conceito espinosiano de deus sive natura. Na última carta, a travessia percorre três lugares textuais de Geografia de Rebeldes: tomando como archote as viagens das Damas do Amor Completo em Na Casa de Julho e Agosto, aportamos em três paisagens fulgurantes – Portugal e a relação da escrita llansoliana com a cultura camoniana e lusíada (Na Casa de Julho e Agosto); a mística medieval de São João da Cruz, Mestre Eckhart e Thomás Müntzer enquanto desdobramento da ética figural (O Livro das Comunidades e Na Casa de Julho e Agosto); e a Alquimia enquanto processo composicional da obra e imagem última de lapidação espiritual do humano (Na Casa de Julho e Agosto).
metadata.dc.description.abstractother: In Nós de cartografia variável, the text assumes the image of a trip through three different maps of Maria Gabriela Llansol’s trilogy Geografia de Rebeldes. In the first chart routs, the contemporary and neobaroque aspects of the Portuguese authoress aesthetic project are discussed, focusing on the book O livro das Comunidades. In the second map, the discussion is on the phenomenological and existentialist principles, which irradiate themselves on the ethos of the transmigrating figures in A Restante Vida, reaching Espinosa’s concept of deus sive natura. In the last chart, the crossing runs three textual places of Geografia de Rebeldes: by taking the Ladies of Complete Love (Damas do Amor Completo in Na Casa de Julho e Agosto) trips as torchlight, we cast anchor in three fulgurous landscapes – Portugal and the relationship between llansolian writing and Camonian and Lusiad culture (Na Casa de Julho e Agosto); the St. John of the Cross, Meister Eckhart and Thomas Müntzer medieval mystic while development of figural ethic (O Livro das Comunidades and Na Casa de Julho e Agosto); and Alchemy as a compositional process of work and last image of human spiritual polishing (Na Casa de Julho e Agosto).
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9741
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - CAIO.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons