Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/977
Title: Demarketing turístico: ferramenta de marketing para o controle da demanda turística
Authors: Barbosa, Fernanda dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor: Mayer, Verônica Feder
metadata.dc.contributor.members: Fratucci, Aguinaldo Cesar
Vilela, Eduardo Antônio Pacheco
Issue Date: 2014
Abstract: O turismo é fortemente utilizado como um indutor para crescimento econômico mundial. Entretanto, o contínuo crescimento da atividade turística pode gerar problemas sociais, ambientais e econômicos de difícil gerenciamento. Tem-se como necessário a aplicação de técnicas que consigam manter o destino sobre seu limite de capacidade, colaborando para a realização de uma atividade turística da forma mais sustentável o possível. O marketing, apesar de seu conceito popular, possui grande importância também para o processo de redução e controle de demanda. Através da sua ferramenta denominada demarketing, o marketing consegue desencorajar o consumo de produtos que operem com demanda excessiva. Este trabalho introduz o conceito de demarketing para o setor de turismo, propondo-o como uma ferramenta para a integração do marketing ao processo de planejamento e gestão de demanda. Como a literatura sobre a aplicação do demarketing no turismo é aparentemente limitada, o presente trabalho busca promover uma ambientação teórica, através de uma pesquisa bibliográfica sobre o demarketing e suas principais características, além de incentivar futuros estudos sobre a utilização da ferramenta. A cidade de Bonito, MS, é indicada como exemplo de destino turístico que usufrui das ações de demarketing para o controle da demanda de seus atrativos e para a preservação de seus recursos naturais. O demarketing já é frequentemente empregado em destinos e atrativos turísticos, mas muitas vezes apenas como uma ferramenta de contenção de danos, sendo aplicada em períodos provisórios, em situações insólitas. Isto ocorre uma vez que suas ações não são incorporadas dentro das estratégias de marketing e não participam do processo de planejamento da destinação. Nestas situações, o demarketing serve apenas para cumprir necessidades em curto prazo da organização, tendo sua efetividade reduzida. Inserido dentro do marketing mix elaborado para a destinação, o demarketing atua antes que os visitantes cheguem ao local, antes que seus impactos sejam sentidos. Devido a essa característica, o demarketing vai além do que as medidas de contenção, tornando-se uma medida de prevenção de impactos que prejudiquem a sustentabilidade local. A ferramenta poderá, então, ser capaz de controlar a demanda, satisfazer as necessidades e desejos dos visitantes e promover a preservação do ambiente, ao passo que buscará atingir os objetivos em longo prazo da organização.
metadata.dc.description.abstractother: Tourism is strongly used as an inducer for world economic growth. However, the continued growth of tourism may generate social, environmental and economic problems difficult to be managed. It is necessary to apply techniques which can maintain the tourism destiny on its capacity limit, collaborating to the achievement of a tourist activity in a more sustainable way as possible. Marketing, despite its popular concept, has also great importance to the process of reducing and controlling demand. Through its tool called demarketing, marketing can discourage consumption of products which operate with excess demand. This work introduces the concept of demarketing for the tourism sector, proposing it as a tool for the integration of the marketing planning and demand management process. Since the literature about the use of demarketing in tourism is apparently limited, this work aims to promote a theoretical setting, through a literature search on the demarketing and its main features, and encourage future studies on the use of the tool. The city of Bonito, MS, is given as an example of tourist destination that benefits itself from marketing actions to control demand for its attractions and the preservation of its natural resources. Demarketing is already used in destinations and tourist attractions, but often only as damage containment mechanism, being applied in temporary periods, in unusual situations. This occurs because their actions are not incorporated into the marketing strategies and do not participate in the destination planning process. In these situations, demarketing serves only to meet short-term needs of the organization and it has its effectiveness reduced. Operating within the marketing mix prepared for the destination, the demarketing acts before the visitors arrive on site, before their impacts are felt. Due to this characteristic, demarketing goes beyond containment measures, making it a prevention measure to impacts that harm local sustainability. The tool may then be able to control the demand to meet the needs and desires of visitors and promote the preservation of the environment, while it seeks to attain the long-term goals of the organization.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/977
Appears in Collections:SGT - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
293 - Fernanda Barbosa.pdf1.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.