Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9771
Title: Pastor Silas Malafaia nas eleições de 2018: o uso estratégico do Twitter como palanque no cotidiano midiatizado
Authors: Cesar, Larissa de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Saldanha, Patrícia Gonçalves
metadata.dc.contributor.members: Medrado, Andrea Meyer Landulpho
Cabral, Eula Dantas Taveira
Castro, Paulo César
Issue Date: 2019
Abstract: O número de fieis evangélicos no Brasil é cada vez maior, ao passo que a articulação política entre atores religiosos se fortaleceu no Congresso Nacional. A atuação política e o crescimento da população evangélica são frutos da expansão do movimento neopentecostal, segmento que se caracteriza ainda pela forte presença midiática. Em vista disso, se materializa uma atuação política que visa o travamento de lutas morais e os interesses midiáticos. Entende-se que a mídia assume espaço central na vida cotidiana. É nesse contexto que o pastor Silas Malafaia se fortalece como líder de opinião e influenciador digital: com ampla presença nos meios de comunicação de massa, nas mídias digitais e fora da mídia, alimentado por repercussões políticas. O trabalho tem como objetivo entender a construção estratégica da retórica de Malafaia com objetivo de persuadir sua audiência na rede social do Twitter durante as Eleições de 2018. Para isso, será utilizado um conjunto de métodos que une a pesquisa bibliográfica, a análise de conteúdo e a pesquisa documental. Os principais autores e conceitos utilizados para embasar o trabalho são: líder de opinião (LAZARSFELD, 1944), midiatização (SODRÉ, 2002, 2014), cotidiano (HELLER, 2000), análise de conteúdo (BARDIN, 1977), sociologia neopentecostal de Machado (2009) e Mariano (2005) e argumentação retórica (DITTRICH, 2008). Como resultado, conclui-se que a retórica estratégica empenhada por Malafaia prioriza as emoções, principalmente o asco, para persuadir seu público nas mídias digitais ao alimentar uma aversão pública contra a esquerda política e a grande imprensa.
metadata.dc.description.abstractother: The number of evangelical believers in Brazil is increasing, while political articulation among religious actors has strengthened in the National Congress. The political activity and the growth of the evangelical population are the fruit of the expansion of the neoPentecostal movement, a segment that is still characterized by a strong media presence. Therefore, their political action materializes that seeks to block moral struggles and media interests. We admit that the media takes mais place in everyday life. It is in this context that Pastor Silas Malafaia strengthens as a leader of opinion and a digital influencer: with a wide presence in the mass media, in digital media and outside the media, fueled by political repercussions. The objective of this paper is to understand the strategic construction of Malafaia's rhetoric in order to persuade its audience on Twitter's during the 2018 Elections. For this, a set of methods will be used that links bibliographic research, content analysis and documentary research. The main authors and concepts used to support the work are: opinion leader (LAZARSFELD, 1944), mediatization (SODRÉ, 2002, 2014), everyday (HELLER, 2000), content analysis (BARDIN, 1977), Neo-Pentecostal sociology of Machado (2009) and Mariano (2005) and rhetorical argumentation (DITTRICH, 2008). As a result, it is concluded that Malafaia's strategic rhetoric prioritizes emotions, especially disgust, to persuade its public in digital media by fueling a public aversion against the left politics and the press.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9771
Appears in Collections:PPGMC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
larissa cesar - dissertação final.pdf4.95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons