Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9785
Title: Efeito do uso prolongado de tibolona no endométrio de ratas castradas: análise morfológica e imuno-histoquímica
Authors: Pantaleão, José Augusto Soares
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Maria Angélica Guzmán
metadata.dc.contributor.members: Lopes, Vânia Gloria Silami
Franchi, Carla Adriene da Silva
Machado, Lucas Vianna
Bravo, Renato de Souza
Madi, Kalil
Issue Date: 2008
Citation: PANTALEÃO, José Augusto Soares. Efeito do uso prolongado de tibolona no endométrio de ratas castradas: análise morfológica e imuno-histoquímica. 2008, 109 f. Tese (Doutorado em Patologia) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2008.
Abstract: A tibolona é um esteróide sintético com ações seletivas tanto estrogênicas, quanto progestogênicas e androgênicas. É o primeiro representante dos chamados reguladores de atividade estrogênica seletiva nos tecidos. Alguns estudos sugerem que o modo de ação da tibolona se faz da mesma forma tanto em modelo animal quanto em humanos. A pesquisa atual é um estudo de duração prolongada que deseja avaliar a ação de alta dose da tibolona no endométrio de ratas castradas. O projeto tem como objetivos comprovar a ação da tibolona no endométrio de ratas castradas e verificar a expressão da proteína Ki-67 (proliferação celular). Foram utilizadas 15 ratas albinas castradas da linhagem Wistar, com idade de 8 semanas e peso médio de 250g. A um grupo de 9 ratas foi administrada tibolona na dose de 1mg/dia por animal o que corresponde a cerca de 4mg por kg/pc. O fármaco foi administrado através de entubação esofágica durante um período ininterrupto de 20 semanas. O grupo controle foi composto de 6 ratas, recebendo apenas o veiculo carboximetilcelulose durante o mesmo período. Após as 20 semanas, os animais foram sacrificados e o útero foi retirado e analisado tanto pela histopatologia (morfometria e morfologia) quanto pela imuno-histoquímica. A avaliação histopatológica foi feita pela técnica habitual com coloração pela hematoxilina e eosina, e a avaliação da proliferação celular pela quantificação de células marcadas imuno-histoquimicamente para o antígeno Ki-67. Para análise dos resultados foram usados o teste T de Student e o teste não paramétrico de Mann- Whitney. Foi fixado em 5% (p<0,05) o nível de significância para rejeição da hipótese de nulidade. No grupo tibolona, os úteros se apresentaram bem desenvolvidos e houve aumento significativo (p0,001) de todos os parâmetros histomorfométricos (espessura do epitélio endometrial, espessura do estroma endometrial, área endometrial, número de glândulas endometriais e espessura do miométrio). A medida da área endometrial do grupo tibolona foi 10 vezes maior que no controle e o número absoluto de glândulas apenas 5 vezes. Essa diferença caracterizou uma menor densidade glandular no endométrio desse grupo. Em 8 dos 9 casos, o epitélio cilíndrico da cavidade endometrial tornava-se pavimentoso estratificado e a metaplasia escamosa recobria porções internas das glândulas em todos os casos. As ratas do grupo controle apresentaram útero atrofiado. Havia poucas glândulas de padrão tubular e escassa substância intercelular. Tais glândulas eram revestidas de epitélio cúbico que se estendia à superfície endometrial. A distribuição de células marcadas pelo anticorpo anti-Ki-67 foi mais freqüente no epitélio glandular, seguida do epitélio superficial. No grupo tratado com tibolona, o aumento de marcação pelo Ki-67 foi significativo (p<0,01). A tibolona administrada a ratas castradas em alta dose (1mg) e por período prolongado (20 semanas) produz no endométrio ação proliferativa e alteração da diferenciação celular (metaplasia escamosa), contudo, sem apresentar atipias celulares, nem lesão endometrial pré-maligna ou maligna nos animais estudados
metadata.dc.description.abstractother: Tibolone is a synthetic steroid with selective actions, as estrogen, progestagen, and androgen. It is the first representative of the so-called regulatory activity of selective estrogen in tissues. Some studies suggest that the effect of tibolone is in the same way in both animal models and in humans. The current research is a study of long duration to evaluate the effect of high dose of tibolone in the endometrium of castrated rats. The project aims to demonstrate the effect of tibolone on the endometrium of castrated rats and detect the expression of the Ki-67 protein (cell proliferation). Fifteen castrated albino Wistar rats were used. Tibolone was administered to a group of 9 rats at a dose of 1mg/day per animal which is about 4mg per kg/bw. The drug was administered by esophagic intubation during an uninterrupted period of 20 weeks. The control group was composed of 6 rats, receiving only the vehicle carboxymethylcellulose during the same period. After the 20 weeks, the animals were euthanized and the uterus was removed and examined by histopathology (morphometry and morphology) and immunohistochemistry. The histopathological evaluation was made by the usual technique with the hematoxylin and eosin staining, and expression of Ki-67, by immunohistochemistry. Student's t test and non-parametric Mann-Whitney were used to analyze the results. It was set at 5% (P<0.05) the level of significance to reject the null hypothesis. In the tibolone group, the uterus was well developed and there was significant increase (P0.001) of all histomorphometric parameters (thickness of the endometrial epithelium, thickness of endometrial stroma, endometrial area, number of endometrial glands, and thickness of the myometrium). The extent of the area of endometrial tibolone group being 10 times higher than in the control and the absolute number of glands only about 5 times, characterized a higher density of endometrial glands than in the control group. In 8 of 9 cases, the cylindrical epithelium in the endometrial cavity was locally stratified and flattened; this squamous metaplasia covered portions of the internal glands in all cases. The rats in the control group had atrophied uterus. There were little glands of tubular pattern and little intercellular substance. These glands were coated with cubic epithelium which extended to the endometrial surface. The distribution of cells marked by anti-Ki-67 was more frequent in the glandular epithelium, followed by the superficial epithelium. In the group treated with tibolone, the increase in Ki-67 marking was significant (P<0.01). Tibolone administered to castrated rats at high dose (1mg) and by prolonged period (20 weeks) induces proliferative action on the endometrium and change of cell differentiation (squamous metaplasia), however, without showing cellular atypia, or endometrial pre-malignant or malignant lesions, in the studied animals
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9785
Appears in Collections:PPGPatol - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
José Augusto Soares Pantaleão Tese.pdf4.67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons