Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9803
Title: Diagnóstico de criptosporidiose em crianças de creche de Petrópolis, RJ
Authors: Nakashima, Flávia Terumi
metadata.dc.contributor.advisor: Souto Maior, Claudia Maria Antunes Uchôa
metadata.dc.contributor.members: Barbosa, Alynne da Silva
Sodré, Fernando Campos
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A criptosporidiose é uma infecção causada por um protozoário que habita o trato gastrintestinal de animais e dentre eles do ser humano. Em hospedeiros imunocompetentes, geralmente a infecção é auto-limitada e assintomática, porém a gravidade é acentuada em imunocomprometidos e crianças, nos quais pode determinar quadros de diarreia aquosa com muco, podendo causar desidratação, desnutrição e interferência no desenvolvimento. Sua prevalência apresenta variações entre diversos grupos populacionais e localidades, com maior frequência entre crianças com menos de cinco anos, não tendo sido recuperadas informações do Município de Petrópolis. Dessa forma, o objetivo desse estudo foi identificar a frequência de Cryptosporidium sp. em crianças de creche de Petrópolis. Após sensibilização e adesão ao estudo, foi solicitada a coleta de duas amostras fecais de dias diferentes sem conservante químico. No laboratório, as amostras foram aliquotadas, conservadas com SAF e processadas pelas técnica de esfregaço corado pela Safranina/Azul de Metileno, ensaio imunoenzimático (ELISA) para pesquisa de antígenos de Cryptosporidium sp. e Ritchie modificado para identificação de outros enteroparasitos. No período de agosto a setembro de 2018 foram convidados a participar do estudo funcionários e crianças de dois centros de educação infantil (CEI) em Petrópolis-RJ, dos quais 51/117 (43,6%) aderiram ao estudo e entregaram amostra fecal. Não foi identificada positividade por Cryptosporidium sp. entre as crianças e funcionários das duas creches de Petrópolis por meio das técnicas utilizadas. A positividade para outros enteroparasitos foi evidenciada em 21,6% (11/51) dos participantes, sendo de 25% (9/36) em crianças, com maior frequência entre as crianças do CEI de Pedro do Rio e de 13,3% (2/15) em funcionários, todos do CEI do Centro de Petrópolis. Foi detectada positividade por Endolimax nana, Giardia duodenalis, Entamoeba coli, complexo Entamoeba histolytica, Blastocystis sp. e Ascaris lumbricoides, que foi o parasito com maior frequência. Apesar do perfil socioeconômico epidemiológico das crianças de Petrópolis não ter interferido na positividade por Cryptosporidium sp., o estudo possibilitou a detecção de outros enteroparasitos entre protozoários como Giardia duodenalis e Blastocystis sp. e helmintos como Ascaris lumbricoides. A negatividade nas amostras de Petrópolis desse estudo pode ter sido ocasionada pelo pequeno número amostral ou refletir a não circulação do parasito nestes grupos ou mesmo em Petrópolis.
metadata.dc.description.abstractother: Cryptosporidiosis is an infection caused by a protozoan that inhabits the gastrointestinal tract of animals and among them of the human being. In immunocompetent hosts, the infection is usually self-limiting and asymptomatic, but the severity is greater in immunocompromised and children, in whom it may cause watery diarrhea with mucus and may lead to dehydration, malnutrition and developmental interference. Its prevalence varies among different population groups and localities, most frequently among children under five years of age, and no information was retrieved from Petrópolis, RJ. Thus, the aim of this study was to identify the frequency of Cryptosporidium sp. in day care centers of Petrópolis, RJ. After sensitization and adherence to the study, it was requested the collection of two fecal samples of different days without chemical preservative. In the laboratory, the samples were aliquoted, preserved with SAF and processed by Safranin / Methylene Blue stain, enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) for the detection of Cryptosporidium sp. and Ritchie modified for identification of other enteroparasites. From August to September 2018, employees and children from two preschool centers (CEI) of Petrópolis-RJ were invited to participate in the study, of which 51/117 (43.6%) adhered to the study and delivered a fecal sample. No positivity was identified by Cryptosporidium sp. between the children and employees of the two daycare centers of Petrópolis through the techniques used. The positivity for other enteroparasites was evidenced in 21.6% (11/51) of the participants, being 25% (9/36) in children, with higher frequency among the children of the CEI of Pedro do Rio and 13.3% (2/15) in employees, all from the CEI of the Petropolis Center. Positivity was detected by Endolimax nana, Giardia duodenalis, Entamoeba coli, Entamoeba histolyticacomplex, Blastocystis sp. and Ascaris lumbricoides, which was the most frequent parasite. Although the socioeconomic profile of the children of Petrópolis did not interfere with the positivity of Cryptosporidium sp., the study made possible the detection of other enteroparasites among protozoa such as Giardia duodenalis and Blastocystis sp. and helminths such as Ascaris lumbricoides. Negativity in Petrópolis samples from this study may have been caused by the small sample number or reflect the non-circulation of the parasite in these groups or even in Petropolis.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9803
Appears in Collections:MGB - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018.2 Flavia Terumi Nakashima.pdf760.49 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons