Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9804
Title: Relação entre o óxido nítrico circulante e a gestação
Authors: Freitas, Gabrielly Alexandria de Moura
metadata.dc.contributor.advisor: Andrade, Patrícia de Fátima Lopes de
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva, Leda Maria Ferraz da
metadata.dc.contributor.members: Ribeiro, Rachel Leite
Miranda, Rosiane Aparecida
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A gravidez é um momento de diversas alterações e adaptações no organismo materno, que ocorrem a fim de possibilitar o desenvolvimento e crescimento fetal. Nesta ótica, pode acontecer alguma mudança quanto a produção de óxido nítrico (NO•) durante a gestação, visto que este é um importante fator vasodilatador, quimiotático, anti-inflamatório, dentre diversas outras funções. Os dados na literatura quanto à concentração sérica de NO• na gravidez ainda são muito controversos, sendo necessária maior investigação. Desta forma, o objetivo do estudo foi de determinar e comparar o NO• sérico de mulheres não-gestantes e gestantes, a fim de compreender se há diferença na produção deste analito entre os grupos. Trata-se, de um estudo observacional, analítico, quantitativo e de corte transversal, realizado no Hospital Universitário Antônio Pedro/UFF através de convite aberto no recrutamento das participantes. O presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquida da Faculdade de Medicina da UFF (CAAE: 37660714.7.0000.5243). Foi avaliado o nível sérico de NO• pelo método indireto em 64 participantes, distribuídas igualmente em dois grupos: gestante (até 20ª semana de gestação n=32) e não-gestante (n=32). Antes da coleta de sangue venoso, as participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e receberam orientação nutricional adequada a fim de diminuir a influência da dieta no teste, minimizando viés pré-analítico. Os dados obtidos foram comparados através de análises estatísticas pelo software GraphPad Prism versão 5.0. Nosso estudo demonstrou que não há diferença na concentração sérica de NO• entre os grupos estudados..Tal resultado é importante, pois ajuda no entendimento da produção de NO• na gestação saudável, possibilitando uma melhor compreensão da mesma no curso de doenças gestacionais.
metadata.dc.description.abstractother: The pregnancy is a phase of many alterations and adaptations in the maternal body, that occurs to enable the fetal development and growth. Thus, it may happen some change in the nitric oxide (NO•) throughout the pregnancy, since it is an important vasodilator, chemotatic, anti-inflammatory factor, among other functions. The literature data in regard of NO• serum concentration in pregnancy are still very controverse, making it necessary further investigation on this topic. In this perspective, the objective of the present study was to determine and compare the NO• serum concentration in pregnant and non-pregnant women, in order to understand if there was a difference in the production of this analyte between the groups. It was an observational, analytical, quantitative and cross-sectional study, carried out at the University Hospital Antônio Pedro / UFF through an open invitation participants recruitment. The present study was approved by the Research Ethics Committee from the Medicine College of UFF (CAAE: 37660714.7.0000.5243). The NO• serum concentratio was evalueted using the Griess method, in 64 participants grouped as followed: pregnant (up to 20th gestational week, n=32) and non-pregnant (n=32). Before the venous blood collection, the participants signed the consent form, and received proper nutritional orientation aiming to reduce the diet influence in the test, minimizing a pre-analytical bias. The data obtained were compared through statistical analysis made by the GraphPad Prism 5.0 software. Our study showed no difference in the NO• serum concentration between the groups. This result is important because it helps in the understanding of NO• production during a healthy pregnancy, making it possible the comprehension of this production in the development of gestational diseases.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9804
Appears in Collections:MGB - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018.2 Gabrielly Alexandria de Moura Freitas.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons