Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9814
Title: Intérprete educacional: seu papel como mediador do conhecimento para o aprendizado do aluno surdo
Authors: Pinaud, Denise da Costa
metadata.dc.contributor.advisor: Muller, Tania Mara Pedroso
metadata.dc.contributor.members: Santiago, Mylene Cristina
Teixeira, Rosana da Câmara
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: As políticas públicas de inclusão possuem, entre alguns de seus objetivos, permitir as pessoas com deficiência o acesso ao ensino regular com participação, aprendizagem e continuidade nos níveis mais elevados do ensino. Este trabalho buscou analisar o processo de inclusão educacional destinado ao portador de surdez e deficiência auditiva. Certos estamos de que, para que esse processo se dê, não basta a acessibilidade do espaço físico e a adequação de material pedagógico. A linguagem é o fator mais importante para que essa participação e aprendizagem transcorra de forma satisfatória e, para fazer a intermediação entre a língua portuguesa (cultura ouvinte) e a língua de sinais (cultura visual), é necessário a atuação do intérprete de língua de sinais que, na área de educação, denomina-se Intérprete Educacional. Em acompanhamento a três destes profissionais da área, observamos a interação com o aluno surdo, suas dificuldades e demandas para exercer, de maneira satisfatória, a função a qual está designado – ser a ponte que une conhecimento aplicado e conhecimento apreendido. Um olhar crítico a todo este processo, que apresentamos juntamente com o desenrolar histórico, possibilitou-nos concluir que muito ainda temos que caminhar para uma implementação justa e equilibrada das políticas públicas de inclusão aos indivíduos surdos.
metadata.dc.description.abstractother: The public policies of inclusion have, among others, the objective of enabling physically challenged people to have access to regular schooling with participation, learning and continuity in the highest levels. This paper has sought to analyze the process of educational inclusion of the deaf and hearing impaired. It is safe to say that, for this process to occur, physical accessibility and adaptation of the pedagogical material are not enough. Language is the most important factor so that the learning process occurs in a satisfactory manner, and, in order to have the transition between the Portuguese language (auditive culture) and the sign language (visual culture), the role of the sign language interpreter is necessary, who, in the field of education, is referred to as educational interpreter. Having observed three professionals of this area, we watched the interaction with the deaf student, their challenges and requirements in order to perform, successfully, the function to which they are assigned - being the bridge which unites applied knowledge with learned knowledge. A critical look at the overall process, which we present along with the historical unfolding, has allowed us to conclude that there is still a long way ahead to be treaded for a fair and balanced implementation of the public policies of inclusion for the hearing impaired.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9814
Appears in Collections:CSO - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons