Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9893
Title: Ocupar é resistir: reflexões sobre a resistência dos secundaristas à precarização da educação pública
Authors: Barreto, Bruna Amaral Lanzillotti
metadata.dc.contributor.advisor: Gonçalves, Renata de Sá
metadata.dc.contributor.members: Rios, Flavia Mateus
Teixeira, Rosana da Câmara
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: No primeiro semestre de 2016, mais de setenta escolas da Rede Estadual de Educação foram ocupadas por estudantes no Rio de Janeiro. Essa estratégia herda o formato do movimento estudantil chileno ocorrido em 2006 e 2011 e das ocupações de escolas da educação básica em São Paulo ocorridas em 2015. Por intermédio da produção audiovisual, gerada pelo projeto Ocupa Educação do PIBID, a análise está centrada em experiências de campo em escolas públicas de Niterói, em um acervo de mais de 10 horas de gravação que geraram material audiovisual sobre o cotidiano das ocupações, os conflitos, as relações pedagógicas e também percepções relatadas pelos estudantes. Os objetivos do presente trabalho foram localizar esse levante estudantil em um fluxo de intensificação das resistências a partir do relato de ações coletivas, configurando novos formatos que não mais o dos tradicionais movimentos estudantis; pensar sobre algumas políticas neoliberais às quais se contrapõem essas resistências; perceber as relações de poder dentro da escola e o local do professor em meio a elas; e, ainda, pensar sobre o caráter pedagógico do engajamento político desses jovens.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9893
Appears in Collections:CSO - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
16043320770-monografia.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons