Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9903
Title: Sistema de alerta e alarme de movimentos de massa no município de Angra dos Reis/RJ
Authors: Lima, Almir Guilherme Lieberenz
metadata.dc.contributor.advisor: Sato, Anderson Mululo
metadata.dc.contributor.members: Leal, Paulo Vaitsman
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Lieberenz de Lima, Almir Guilherme. Sistema de alerta e alarme de movimentos de massa no município de Angra dos Reis/RJ. Angra dos Reis. 2018. 56f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia)-Instituto de Educação de Angra dos Reis, Universidade Federal Fluminense, 2018.
Abstract: Angra dos Reis/RJ é reconhecido nacionalmente como um município com recorrência de desastres hidrológicos (deslizamentos e inundações). Segundo o DRM-RJ (2014), Angra dos Reis apresenta mais de 200 setores de risco iminente a deslizamentos e os estudos de Coelho Netto et al. (2014) indicaram que somente na área central do município existem cerca de oito mil pessoas residindo em áreas de alta e muito alta suscetibilidade a deslizamentos. Visando evitar e/ou minorar estas perdas, a gestão de risco a deslizamentos no município de Angra dos Reis atualmente é pautada também no funcionamento de um sistema de alerta e alarme (SAA) (SEDECT/AR, 2015). O SAA possui quatro elementos essenciais, que são: i) o conhecimento dos riscos; ii) monitoramento, análise e previsão dos riscos; iii) comunicação dos avisos; e iv) resposta aos avisos. O objetivo deste estudo é caracterizar os componentes e o funcionamento do SAA no Município de Angra dos Reis/RJ, com enfoque principal nas etapas de conhecimento dos riscos, monitoramento, análises e previsão de riscos e comunicação dos avisos. Como recorte deste estudo, a etapa de resposta aos avisos será abordada, mas não terá o mesmo detalhamento de análise, sendo apontado o quantitativo e distribuição dos pontos de apoio para a população. As análises deste trabalho pautaram-se na compilação de dados primários, relatórios, estudos e materiais produzidos pela Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Angra dos Reis (SEPDC/PMAR), assim como a realização detroca de saberes entre seus agentes e a equipe de estudantes e pesquisadores do GDEN/IEAR/UFF através de reuniões, cursos de extensão e trabalhos de campo ao longo dos últimos quatro anos, desde quando se estabeleceu uma aproximação com do grupo de pesquisa e o órgão municipal. Os resultados indicam que Angra dos Reis apresenta diversos mapeamentos de risco a deslizamentos elaborados por diferentes órgãos, com múltiplas escalas de análise. Recentemente estes mapas passaram a ser apresentados nas reuniões realizadas com a população residente nas áreas de maior risco, o que reflete um avanço nas estratégias de divulgação e conhecimento do risco. O monitoramento das chuvas já vinha sendo realizadode forma bastante abrangente no município desde a década de 1990 através da rede de pluviômetros convencionais. Esta rede pluviométrica foi adensada principalmente com a atuação do CEMADEN, com a instalação de pluviômetros automáticos e semiautomáticos a partir de 2013, que melhorou a resolução espacial e temporal dos dados de chuva. No entanto, observou-se que alguns poucos postos pluviométricos manuais foram convertidos em semiautomáticos, ao passo que muitos foram descontinuados. Os limiares de chuva para o acionamento do SAA foram inicialmente estabelecidos pela Secretaria Estadual de Proteção e Defesa Civil, sendo estes avaliados como conservadores na visão dos agentes municipais, o que resultou em uma revisão e aumento dos mesmos. Esta revisão pautou-se pela experiência dos agentes municipais, sendo fundamental também desenvolver estudos sobre os mesmos, uma vez que os levantamentos iniciais apontam que a rede pluviométrica e o histórico de registros de movimentos de massa possuem uma densidade e distribuição espacial que permitem o desenvolvimento de estudos sobre os limiares de acionamento do SAA. No que tange a comunicação dos avisos, percebe-se que desde a implantação do SAA no município ocorreram avanços e revezes, com a implantação de sirenes e sistema de SMS pago em 2014, suspensão da operação das sirenes em 2016 e implantação de novo sistema de SMS gratuito em 2017. A Defesa Civil de Angra dos Reis também tem utilizado as redes sociais para emissão de seus avisos, o que aponta para a o uso destas novas tecnologias ao mesmo tempo em que destaca a necessidade de prover meios de validação das mensagens que circulam nas redes sociais em razão de eventuais notícias falsas (fake news). Por fim, verifica-se que o município de Angra dos Reis possui uma ampla rede de pontos de apoio e abrigos, Conclui-se que embora diversos aspectos técnicos do SAA tenham apresentado grande desenvolvimento desde a sua implantação, como os mapeamentos de risco, monitoramento pluviométrico, definição de limiares de chuva eos sistemas de comunicação de avisos, verifica-se a necessidade urgente de desenvolver algumas tecnologias sociais relacionadas a este sistema. Como destaques, aponta-se a importância de aprimorar as estratégias de gestão interssetorial das secretarias municipais, visando aumentar o engajamento e definição dos papéis das diversassecretarias nos protocolos referentes ao SAA, assim como o principal ponto, que é de conquistar uma participação efetiva da população residente em áreas de risco neste sistema, tornando-o efetivamente em um SAA de base comunitária.
metadata.dc.description.abstractother: Angra dos Reis / RJ is recognized nationally as a municipality with a recurrence of hydrological disasters (landslides and floods). According to the DRM-RJ (2014), Angra dos Reis presents more than 200 sectors of imminent risk of landslides and studies by Coelho Netto et al. (2014) indicated that only in the central area of ​​the municipality there are about 8 thousand people residing in areas of high and very high susceptibility to landslides. In order to avoid and / or mitigate these losses, sliding risk management in the municipality of Angra dos Reis is currently also based on the operation of an alert and alarm system (SEDECT / AR, 2015). SAA has four essential elements, which are: i) knowledge of risks; ii) monitoring, analysis and prediction of risks; iii) communication of warnings; and (iv) response to warnings. The objective of this study is to characterize the components and the functioning of the SAA in the city of Angra dos Reis / RJ, with a main focus on the stages of risk awareness, monitoring, risk analysis and prediction and communication of warnings. As a cut-off from this study, the stage of response to warnings will be addressed, but it will not have the same details of analysis, being pointed out the quantitative and distribution of the points of support for the population. The analysis of this work was based on the compilation of primary data, reports, studies and materials produced by the Secretariat of Civil Protection and Defense of Angra dos Reis (SEPDC / PMAR), as well as the exchange of knowledge between its agents and the team of students and researchers from GDEN / IEAR / UFF through meetings, extension courses and fieldwork over the last four years, since a rapprochement with the research group and the municipal body was established. The results indicate that Angra dos Reis presents several mapping of risk to landslides elaborated by different organs, with multiple scales of analysis. Recently these maps began to be presented at the meetings held with the resident population in the areas of higher risk, which reflects a progress in the strategies of dissemination and knowledge of the risk. Rainfall monitoring had been carried out quite comprehensively in the municipality since the 1990s through the network of conventional rain gauges. This pluviometric network was mainly developed with CEMADEN, with the installation of automatic and semi-automatic rain gauges from 2013, which improved the spatial and temporal resolution of rainfall data. However, it was observed that a few manual rain gauges were converted to semi-automatic, while many were discontinued. The rainfall thresholds for the SAA were initially established by the State Secretariat for Civil Protection and Defense, and these were evaluated as conservatives in the eyes of municipal agents, which resulted in a revision and increase of the same. This review was based on the experience of municipal agents, and it is also essential to develop studies on them, since the initial surveys indicate that the rainfall network and the history of records of mass movements have a density and spatial distribution that allow the development studies on the SAA trigger thresholds. Regarding the communication of the warnings, it is noticed that since the implementation of the SAA in the municipality there have been advances and setbacks, with the installation of sirens and SMS system paid in 2014, suspension of the operation of sirens in 2016 and implementation of a new system of Free SMS in 2017. The Civil Defense of Angra dos Reis has also used social networks to issue their notices, which points to the use of these new technologies while highlighting the need to provide means of validation of the messages circulating in the social networks because of possible false news (fake news). Finally, it is verified that the municipality of Angra dos Reis has an ample network of points of support and shelters, It is concluded that although several technical aspects of the SAA have been very developed since their implementation, such as risk mapping, rainfall monitoring, rain threshold definition and warning communication systems, there is an urgent need to develop some social technologies related to this system. The importance of improving the intersectoral management strategies of municipal secretariats is emphasized, aiming to increase the engagement and definition of the roles of the various secretariats in the SAA protocols, as well as the main point, which is to gain an effective participation of the municipal secretariats. population living in risk areas in this system, effectively making it into a community-based SAA.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9903
Appears in Collections:SGR - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Almir Guilherme.pdf2.05 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons