Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9992
Title: Do escrito ao oral: a função da escrita do nome próprio na constituição do sujeito
Authors: Bezz, Ana Claudia Moraes Merelles
metadata.dc.contributor.advisor: Mariani, Bethania Sampaio Corrêa
metadata.dc.contributor.members: Zanella, Alexandre da Silva
Sousa, Lucília Maria Abrahão e
Branco, Luiza Katia Castello
Cirigliano, Marcia Maria da Silva
Issue Date: 13-Jun-2018
Abstract: Esta pesquisa tem como tema principal a investigação sobre a função da escrita do nome próprio na constituição do sujeito. Como alicerce teórico para este trabalho, filiamo-nos ao campo da Análise do Discurso francesa, considerando as formulações de Michel Pêcheux (1938-1983), e mobilizamos também outro campo, a Psicanálise, recorrendo aos escritos de Freud (1856-1939) e Lacan (1901-1981). Analisamos materiais, tais como desenhos, escritos, fotos (registradas pela própria pesquisadora) e falas recolhidos nos encontros com crianças de faixa etária entre dois e seis anos de idade, matriculadas na Educação Infantil do Município de Niterói. Empenhamo-nos em compreender de forma mais detalhada as de cinco a seis anos, pois é neste momento em que as crianças estão se debruçando sobre o traçado do nome que receberam do Outro. As análises foram efetuadas a partir dos pressupostos da Análise do Discurso e em relação com nossa experiência clínica no âmbito da Psicanálise. No tempo de nossa chegada à referida escola não tínhamos em mãos o corpus de nossa tese. Este foi construído no decorrer de nossa participação nas atividades em sala de aula. Se não tínhamos um corpus de antemão, partíamos, no entanto, de algumas perguntas. Destacamos a seguinte interrogação: O que permite que o nome escolhido pelo Outro se torne para a criança, próprio? Com relação ao aparato teórico da Análise do Discurso mobilizamos, com maior ênfase, dois trabalhos do filósofo Pêcheux que consideramos importantes para o diálogo com o tema proposto. São eles: Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio ([1975] 2009) e O Discurso, estrutura ou acontecimento ([1983] 1990). No que diz respeito à obra de Lacan, privilegiaremos as construções teóricas acerca da identificação, letra, traço unário e do nome próprio presentes em O Seminário, livro IX: A identificação ([1961-62] 2003). Análise do Discurso e Psicanálise são disciplinas independentes e não complementares. Cada uma possui seus objetos e objetivos próprios. Nesta pesquisa elas estão enlaçadas a partir da seguinte premissa: a contemplação do sujeito (interpelado pela ideologia e atravessado pelo inconsciente) constituído na e pela linguagem e sobretudo de um sujeito que nasce da falha
metadata.dc.description.abstractother: This research has as main theme the investigation on the function of the writing of the name in the constitution of the subject. As a theoretical basis for this work we affiliate with the field of French Discourse Analysis, considering the formulations of Michel Pêcheux (1938-1983), and also mobilize another field, the Psychoanalysis, using the writings of Freud (1856-1939) and Lacan (1901-1981). We analyze materials such as drawings, writings, pictures (taken by the researcher herself) and statements collected at the meetings with children aged between 2 and 6 years old, enrolled in Preschool (Educação Infantil) in the city of Niterói. We strive to understand in a more detailed manner those children aged 5 to 6 years old, for it is at this moment that children are exerting themselves with the tracing of the name they have received from the Other. The analyses were made based on the assumptions of Discourse Analysis and in relation to our clinical experience in the scope of Psychoanalysis. At the time of our arrival at the referred school we did not have the corpus of our thesis in hand. This was built in the course of our participation in classroom activities. Although we did not have a corpus beforehand, we had a few questions. We highlight the following one: What allows that the name chosen by the Other becomes, for the child, its own name? Regarding the theoretical apparatus of Discourse Analysis, we mobilize with greater emphasis two works of the philosopher Pêcheux we consider important for the dialogue with the proposed theme. They are: Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio [Language, Semantics and Ideology: Stating the Obvious] ([1975] 2009) and O Discurso, estrutura ou acontecimento [Discourse: Structure or Event?] ([1983] 1990). With regard to Lacan’s work, we will favor the theoretical constructions about identification, letter, unary trace and name present in O Seminário, livro 9, A identificação [The Seminar, book IX, Identification] ([1961-62] 2003). Discourse Analysis and Psychoanalysis are independent and non-complementary disciplines. Each one has its own objects and objectives. In this research they are entwined from the following premise: the contemplation of the subject constituted in and by the language and especially a subject that is born from fault
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/9992
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Ana Claudia Bezz Versão Final-1.pdf5.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.